Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1635
Title: Concordância entre métodos de avaliação de consumo de sódio e potássio em participantes do estudo longitudinal de saúde do adulto - ELSA- Brasil
metadata.dc.creator: Pereira, Taísa Sabrina Silva
Keywords: Sódio;Potássio;Urina;Estudos de validação;Questionário de frequência alimentar;Excreção urinária;Questionário de frequência alimentar
Issue Date: 2014
Abstract: Trata-se de uma dissertação de mestrado sobre métodos de avaliação de consumo de sódio e potássio, estruturada em dois manuscritos. O primeiro manuscrito buscou validar o consumo de sódio e potássio estimado pelo Questionário de Frequência Alimentar (QFA), aplicando-se o método das tríades em subamostra de participantes do Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (ELSA-Brasil). O consumo desses nutrientes foi estimado por um QFA semiquantitativo com 114 itens alimentares, pela excreção urinária de 12-h noturnas e por três registros alimentares de 24-h (RA). Os coeficientes de correlação foram obtidos entre cada um dos métodos. Foi calculado o coeficiente de validade (CV) e os intervalos de confiança de 95% foram estimados utilizando amostragem de bootstrap. Foram atendidos os pressupostos em relação às correlações de Pearson para utilização do método das tríades. Os coeficientes de validade para sódio foram considerados moderados QFA IR (0,37), RA IR (0,56) e B IR (0,21). Para potássio, os CV foram moderados (QFA IR: 0,60; B IR: 0,42) e alto (RA IR: 0,79). Conclui–se que o QFA-ELSA-Brasil apresentou validade relativa para estimar o consumo de potássio em estudos epidemiológicos, mas não para o sódio. O segundo manuscrito teve por objetivo avaliar a concordância do consumo de sódio e potássio estimado por dois métodos no ELSA-Brasil. Foram analisados dados de 12.593 participantes, obtidos por meio de questionário de frequência alimentar e excreção urinária de 12horas noturnas (ExUr). Médias e quintis de consumo foram comparados. Foram encontradas correlações fracas e diferenças significativas entre as médias de sódio (QFA: 4,5±1,7g; ExUr: 4,3±2,1g) e potássio (QFA: 4,8±1,8g; ExUr: 2,4±1,0g). Percentuais de discordância entre métodos variaram de 41,2 a 44,4% e concordâncias exatas de 22,6 a 23,7%. Não foi encontrada concordância entre os métodos avaliados.
This dissertation is about the evaluation methods for consumption of sodium and potassium. It is structured in two manuscripts. The first part aimed to validate the consumption of sodium and potassium evaluated by a food frequency questionnaire (FFQ) applying the triads method to a subsample of participants of the Longitudinal Study of Adult Health (ELSA-Brasil). The consumption of those nutrients was estimated by a semi-quantitative FFQ with 114 food items, the urinary excretion of 12 hours during the night and three food records (FR) of 24 hours. Correlation coefficients were obtained between each of the methods. The coefficient of validity (CV) and the 95% confidence intervals were calculated using the sampling “bootstrap”. Pearson correlation was performed in order to corroborate the triads method’s assumptions. The coefficients of validity for sodium were considered moderate FFQ IR (0,37), FR IR (0,56) and B IR (0,21) whereas for potassium, they revealed both moderate (FFQ IR: 0,60; B IR: 0,42) and elevated (FR IR: 0,79). It has been concluded that the FFQ-ELSA-Brasil is relatively valid in order to estimate the intake of potassium, but it does not apply to sodium. The second manuscript aimed to evaluate the concordance of sodium and potassium consumption estimated by two methods in the Longitudinal Study of Adult Health (ELSA-Brasil). Data from 12,593 participants obtained through food frequency questionnaire (FFQ) and urinary excretion 12 hours nightly (UrEx), was analyzed. Means and consumption quintiles were compared. Weak correlations and significant differences between means of sodium (FFQ: 4.5±1.7g; UrEx: 4.3±2.1g) and potassium (FFQ: 4.8±1.8g; UrEx: 2.4±1.0g) were found. Percentage of disagreement between methods ranged from 41.2 to 44.4% and exact concordance from 22.6 to 23.7%. No concordance was observed between methods.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1635
Appears in Collections:PPGASC - Dissertações de mestrado



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons