Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1684
Title: Presença familiar como mecanismo de governança corporativa : uma investigação da qualidade das informações contábeis nas empresas listadas no segmento tradicional da BM&BOVESPA
metadata.dc.creator: Grillo, Flávia Fardin
Issue Date: 14-May-2015
Abstract: A presença familiar pode ser considerada um mecanismo de governança corporativa, uma vez que exerce o monitoramento dos gestores, reduz a assimetria informacional e também contribui para que as informações contábeis sejam de melhor qualidade para as empresas e seus usuários (WANG, 2006). Portanto, o presente trabalho teve como objetivo principal avaliar o efeito da presença familiar na qualidade da informação contábil das empresas brasileiras de capital aberto, com ações listadas no segmento tradicional da BM&FBOVESPA, isolando assim, o efeito de outras características de governança presentes nos demais segmentos. A análise do efeito da presença familiar foi considerada nos aspectos de propriedade, controle, gestão e conselho de administração. Foram abordadas quatro características: informatividade, relevância, tempestividade e conservadorismo, através da aplicação do modelo da informatividade dos lucros de Easton e Harris (1991), modelo de value relevance de Ohlson (1995), tempestividade conforme apresentado por Lopes (2009) e conservadorismo de acordo com Basu (1997). A amostra compreende as empresas listadas no segmento tradicional da BM&FBOVESPA no período de 2010 a 2013. Os resultados indicam que a propriedade familiar impacta negativamente na relevância da informação contábil e na informatividade do lucro. As empresas que possuem membros da família no conselho de administração ou no cargo de CEO apresentaram menor relevância do lucro e maior relevância do patrimônio líquido. A presença do fundador no cargo de CEO favoreceu à relevância do lucro contábil. Em relação a influência da presença familiar na tempestividade, verificou-se que a persistência dos lucros pode ser prejudicada com a presença familiar no controle e na presidência do conselho. Em contrapartida, a participação familiar na propriedade contribui para a persistência dos lucros, enquanto que a presença de membros da família no conselho de administração, assim como do fundador, colabora para que o mercado reconheça oportunamente os lucros. A presença de um familiar, que não seja o fundador, no cargo de CEO, impacta negativamente no reconhecimento da contemporaneidade dos lucros pelo mercado. No que tange ao conservadorismo condicional, nota-se que a participação familiar no controle contribui positivamente para que a empresa adote posturas conservadoras enquanto que a presença familiar na propriedade e no conselho de administração, impactam negativamente. Verificou-se também, que as empresas controladas pela família fundadora são menos conservadoras.
A familiar presence can be considered a corporate governance mechanism, since it exercises the monitoring of managers, reduces information asymmetry and also contributes to the financial statements are of better quality for businesses and users (Wang, 2006). Therefore, this study aimed to evaluate the effect of family presence on the quality of accounting information of Brazilian companies listed in the traditional segment of the BM&FBOVESPA, isolating the effect of other governance features present in other segments. The analysis of the effect of family presence considered aspects of ownership, control, management and board of directors. Four characteristics were addressed: informativeness, relevance, timeliness and conservatism, applying the model of the profits of Easton and Harris (1991) for informativeness, the value relevance model of Ohlson (1995), timiliness as shown by Lopes (2009) and conservatism according to Basu (1997). The sample comprises companies listed in the traditional segment of the BM & FBOVESPA in the period from 2010 to 2013. The results indicate that family property impacts negatively in the relevance of accounting information and earnings informativeness. Companies that have family members on the board or as CEO showed less relevant profit and greater relevance of equity. The founder of presence as CEO favored the relevance of the accounting profit. Regarding the influence of family presence in timing, it was found that the persistence of profits may suffer with the familiar presence in control and as president of the council. In contrast, family participation in the property contributes to the persistence of the profits, while the presence of family members on the board, as well as the founder, collaborates for the market in due course recognize profits. The presence of a family member, other than the founder as CEO, negatively impacts the recognition of contemporary time earnings by the market. Regarding the conditional conservatism, it notes that the family participation in control contributes positively to the company to adopt conservative positions while the familiar presence on the property and on the board, impacting negatively. It was also found that the companies controlled by the founding family are less conservative.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1684
Appears in Collections:PPGCON - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Flavia Fardin Grillo pdf.pdf631.89 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons