Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1692
Title: O processo pré-transição para a aposentadoria : desenvolvimento de escalas psicométricas e correlatos psicossociais
metadata.dc.creator: Rafalski, Julia Carolina
Keywords: Aposentadoria;Aposentadoria – Planejamento;Orientação profissional;Envelhecimento;Psicometria
Issue Date: 2015
Abstract: O envelhecimento da população e a diminuição das taxas de natalidade e fertilidade contribuíram para que a temática da aposentadoria crescesse em importância em diversas áreas como a saúde e políticas públicas, políticas organizacionais e a previdência social. Esse trabalho teve como foco compreender o processo pré-transição da aposentadoria nas suas fases de percepção, decisão e planejamento, e observar as variáveis demográficas, de saúde e trabalho que atuam de modo a influenciar essas passagens. Para tanto, a dissertação está estruturada em três artigos. O primeiro foi destinado ao desenvolvimento e validação da Escala de Percepção de Futuro da Aposentadoria (EPFA), que apresentou estrutura de cinco dimensões: Percepções de Saúde, Desligamento do Trabalho, Finanças, Relacionamentos Interpessoais e Perdas na Aposentadoria. A escala apresentou índices favoráveis de confiabilidade em todas as subscalas (acima de 0,70) e relação com outras variáveis. O segundo artigo apresenta a adaptação da Escala de Processo de Planejamento da Aposentadoria (EPPlA) do inglês para o português e a relação desta escala com estilos de tomada de decisão. A EPPlA foi adaptada satisfatoriamente e os resultados mostram a capacidade dos estilos de decisão em predizer maior planejamento para a aposentadoria. O terceiro artigo teve como objetivo entender como as três etapas do processo da aposentadoria se relacionam entre si e com variáveis demográficas e de saúde mental. Os resultados apontaram que as variáveis que influenciam o processo pré-transição da aposentadoria são mutáveis dependendo da dimensão de planejamento a ser observada, mas a predição das percepções e dos motivos para aposentar e os estilos de decisão sobre o planejamento foi confirmada em todas as 4 dimensões (saúde, estilo de vida, psicossocial e finanças). De forma geral, o estudo permitiu verificar a existência da tríade pré-transição para a aposentadoria no Brasil, enfocando a influência de fatores demográficos, como a idade, e pessoais, como as percepções, o estilo de decisão e os motivos para aposentar no sequente planejamento para a vida pós trabalho. Destaca-se a necessidade de pesquisas adicionais, a fim de verificar a existência de outras variáveis psicossociais que possam estar relacionadas ao processo da aposentadoria nos trabalhadores brasileiros.
The ageing of population and the decrease in natality and fertility rates contribute to the growth of the thematic of retirement in importance in areas such as health and public policies, organizational policies and social security. This work focuses on comprehending the pre-transition process of retirement in the perception, decision and planning phases, observing how demographic, work and health variables can influence this phasing. To do so, this dissertation is designed in three papers. The first is destined to the development and validation of the Perceptions of Future Retirement Scale (PFRS), which presented a 5 dimensions structure: Health Perceptions, Detachment from Work, Finances, Interpersonal Relationships and Losses in Retirement. The scale presented good internal reliability in all five subscales (above 0,70) and relation with other variables. The second paper presents the adaptation process of the Process of Retirement Planning Scale (PRePS) to Brazilianportuguese and it’s relation with decision-making styles. The PRePS was satisfactorily adapted and results show that decision-making styles are able to predict more retirement planning. The third paper focused on understanding how the three pre-transition to retirement phases relate to one another and to variables of mental health and work. Results showed that the variables predicting retirement planning are mutable depending on which dimension is being analyzed, but the ability of perceptions, reasons to retire and decisionmaking styles to predict planning was confirmed in all four dimensions (finances, lifestyle, psychosocial and health). Overall, this study confirmed the existence of the pre-retirement triad in the Brazilian population, focusing on the influence of demographic variables, such as age, and personal, such as perceptions, reasons to retire and decision-making styles in the following planning to life after work. The need of further research is clear, in order to verify the existence of other psychosocial variables that can be related to the retirement process in the Brazilian population.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1692
Appears in Collections:PPGP - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
O PROCESSO PRÉ-TRANSIÇÃO PARA A APOSENTADORIA.pdf11.57 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons