Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1707
Title: Avaliação da qualidade de vida em crianças e adolescentes com câncer
metadata.dc.creator: Queiroz, Débora Milena Farias
Keywords: Qualidade de vida;Crianças;Adolescentes;Câncer em adolescentes;Câncer em crianças
Issue Date: 2014
Abstract: Trata-se de um estudo sobre avaliação da qualidade de vida de crianças e adolescentes com câncer que objetivou-se a produção de duas propostas de artigo. A primeira proposta de artigo teve como objetivo conhecer as médias dos escores geral ou por dimensões encontrados nos estudos realizados os quais utilizaram o Pediatric Quality of Life Inventory 3.0 Cancer Module. Aplicou-se a estratégia de busca nas bases Scopus, Web of Science, Bireme, PsycoInfo e a EBSCO host. Encontrou-se 210 resumos e títulos, excluiu-se 189 por duplicidade e por não atender aos critérios de inclusão. Analisou-se e elegeu-se 21 para compor o estudo. Todos os artigos publicados na língua inglesa, em sua maioria na América (47,6%) e no período de 2011 a 2013 (61,9%), utilizaram-se do questionário para a coleta de dados tanto para criança e adolescentes quanto para seus pais na maioria dos artigos (61,9%). A variação dos escores por dimensões e geral provavelmente esteve relacionada com a seleção dos grupos de comparação pois, pode-se perceber a diversidade dos critérios de inclusão e das variáveis para a análise em cada estudo. Concluiu-se que as médias dos escores por dimensões e geral não alcançaram valores abaixo de 30 e os maiores escores por dimensões estão acima de 80. Sugere-se que a dimensão ansiedade frente ao tratamento, no relato das crianças, pode ter obtido os maiores escores dentro de cada estudo. A segunda proposta de artigo objetivou-se avaliar a qualidade de vida de crianças e adolescentes com câncer em tratamento ou em acompanhamento e verificar associações com as variáveis socioeconômicas e clínicas. Realizou-se um estudo transversal com 98 crianças e adolescentes com diagnóstico de câncer de uma unidade de referência em oncologia pediátrica no estado do Espírito Santo - Brasil. Aplicou-se o questionário PedsQLTM e coletou-se informações sociodemográficas e clínicas. A amostra caracterizou-se com predominância do sexo masculino, de faixa etária de 08 a 12 anos, de classe econômica C e com diagnóstico de leucemia. Houve associação entre a faixa etária nas médias escores de 5 das 8 dimensões da avaliação da qualidade de vida. Não houveram diferenças estatisticamente significante em nenhuma das dimensões nem no escore total da qualidade de vida com as variáveis sexo da criança e adolescente, tipo de tumor, classe econômica e a escolaridade da mãe. Concluiu-se que faixa etária, o status do tratamento e frequentar a escola são fatores que modificam a avaliação qualidade de vida no relato das crianças e adolescentes, aumentando ou diminuindo as dificuldades frente ao tratamento e a doença.
This is a study on assessing the quality of life of children and adolescents with cancer who aimed to produce two proposed article. The first article proposal aimed at knowing the mean overall scores or dimensions found in studies which used the Pediatric Quality of Life Inventory 3.0 Cancer Module. Applied the strategy for searching databases Scopus, Web of Science, BIREME, PsycoInfo and EBSCO host. Met 210 titles and abstracts, 189 were excluded for duplication and for not meeting the inclusion criteria. Analyzed and 21 elected to compose the study. All articles published in English, mostly in America (47.6%) and in the period 2011-2013 (61.9%), we used the questionnaire to collect data for both children and adolescents and for their parents in most articles (61.9%). The range of scores for overall dimensions and probably was related to the selection of comparison groups because one can see the diversity of the inclusion criteria and variables for analysis in each study. It was concluded that the mean scores for dimensions and overall did not reach values below 30 and the highest scores for dimensions are above 80. It is suggested that the dimension anxiety during treatment, on account of children, may have achieved the greatest scores within each study. The second article proposal aimed at evaluating the quality of life of children and adolescents with cancer treatment or follow-up and investigate associations with socioeconomic and clinical variables. We conducted a cross-sectional study with 98 children and adolescents diagnosed with cancer a reference unit in pediatric oncology in the state of Espirito Santo - Brazil. Applied the PedsQLTM questionnaire and collected the sociodemographic and clinical information. The sample was characterized predominantly male, age range 08-12 years, from economy class C and diagnosed with leukemia. Was no association between the age of 5 in mean scores of the eight dimensions of quality of life assessment. There were no statistically significant differences in any of the dimensions or total score of quality of life with the sex of the child and adolescent, tumor type, economic class and maternal education. It was concluded that age, the status of treatment and attending school are factors that modify the quality of life assessment in children and adolescents reporting, increasing or decreasing the difficulties to the treatment and the disease.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1707
Appears in Collections:PPGASC - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao Debora Milena.pdfTexto completo3.08 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons