Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1850
Title: Avaliação silvicultural e econômica em plantios puros de dez espécies florestais nativas do Espírito Santo
metadata.dc.creator: Mendonça, Guilherme Carneiro de
Keywords: Madeira - Exploração
metadata.dc.subject.br-rjfgvb: Produtividade florestal
Mata Atlântica
Abstract: A riqueza de espécies da Mata Atlântica continua ameaçada e uma das alternativas para reverter este quadro é propor métodos de utilização racional de seus recursos florestais. Este estudo avaliou aspectos silviculturais e a viabilidade econômica de plantios puros de dez espécies nativas no Espírito Santo. Estas espécies foram plantadas na Reserva Natural Vale em Linhares, com idades entre 21 a 25 anos, sendo elas: Astronium fraxinifolium (gonçaloalves), Cariniana legalis (jequitibá-rosa), Goniorrhachis marginata (guaribuamarelo), Kielmeyera albopunctata (nagibe ou pau-santo), Lecythis pisonis (sapucaia-vermelha), Manilkara bella (paraju), Pterygota brasiliensis (farinhaseca), Spondias venulosa (cajá-nativo), Vitex sp. (tarumã) e Zeyheria tuberculosa (ipê-felpudo). O estudo foi subdividido em dois capítulos. primeiro abordou a avaliação silvicultural voltada para a produção de serrados da madeira utilizando doze fatores de avaliação, entre dados quantitativos e qualitativos, primários e secundários, os quais permitiram gerar um método de classificação e ranqueamento quantitativo das espécies. No segundo, cujo foco foi a avaliação econômica, determinou-se os custos de produção e as receitas advindas da venda da madeira e da possibilidade de venda de sementes e frutos. Posteriormente, procedeu-se a análise de sensibilidade em diferentes cenários de custo da terra, valor da madeira e taxa de juros. A avaliação silvicultural gerou as maiores pontuações para gonçalo-alves (75,8 pontos), sapucaia-vermelha (75 pontos) e jequitibá-rosa (72,9 pontos. O custo total para o estabelecimento de um hectare de floresta foi de R$ 16,964,89, do qual 74% correspondem a implantação e 26% a manutenção. O custo total de produção envolvendo a produção de madeira em pé e sementes e frutos por hectare variou de R$ 38.944,80 (guaribu-amarelo) a R$ 70.067,72 (sapucaia-vermelha). A maior participação do custo total dos projetos foi o custo da terra. As receitas com a produção madeireira variaram de R$ 13.030,57 (nagibe) a R$ 103.325,98 (cajá-nativo) e da produção de sementes e frutos, de R$ 1.008,00 (tarumã) a R$ 310.050,00 (sapucaia-vermelha). Na análise de sensibilidade a taxa de desconto foi o fator de maior influencia na viabilidade dos projetos. Nagibe, farinha-seca e tarumã não tiveram VPL positivo, em nenhum cenário avaliado. A possibilidade de comercialização de sementes e frutos demonstrou ser uma importante alternativa de renda, mesmo em condições de baixa demanda de mercado com destaque para sapucaia-vermelha.
The species richness of the Atlantic rain forest still threatened and an alternative to reverse this situation is to propose methods for the rational use of his forest resources. This study evaluated silvicultural aspects and the economical viability of pure stands of ten native species in Espírito Santo. These species were planted in the Vale’s Nature Reserve in Linhares and Sooretama, aged 21 to 25 years, as follows: Astronium fraxinifolium (gonçaloalves), Cariniana legalis (jequitibá-rosa), Goniorrhachis marginata (guaribuamarelo), Kielmeyera albopunctata (nagibe ou pau-santo), Lecythis pisonis (sapucaia-vermelha), Manilkara bella (paraju), Pterygota brasiliensis (farinhaseca), Spondias venulosa (cajá-nativo), Vitex sp. (tarumã) and Zeyheria tuberculosa (ipê-felpudo). The study was divided into two chapters. The first discussed the evaluation silvicultural toward the production of sawn timber, using twelve evaluation factors, including quantitative and qualitative information, primary and secondary, which allowed to generate a classification method and quantitative ranking of the species. In the second, the focus of which was the economic evaluation, it was determined the production costs and the revenues from the sale of timber and the possibility of sale of seeds and fruits. The evaluation silvicultural generated the highest scores for gonçaloalves (75,8 points), sapucaia-vermelha (75 points) and jequitibá-rosa (72,9 points). The total cost for establishing a hectare of forest was R$ 16,964.89, of which 74% corresponded to implantation and 26% to maintenance. The total cost of production involving the production of standing timber and seeds and fruits per hectare ranged from R $ 38,944.80 (guaribu-amarelo) to R$ 70,067.72 (sapucaia-vermelha). The largest share of the total cost of the projects was the cost of land. Revenues from timber production ranged from R$ 13,030.57 (nagibe) to R $ 103,325.98 (caja-nativo) and the production of seeds and fruits of R$ 1,008.00 (tarumã) to R$ 310,050.00 (sapucaia-vermelha). In the sensitivity analysis the discount rate was the most influential factor in the viability of the projects. Nagibe, farinha-seca and tarumã showed no positive NPV, in any scenario assessed. The marketability of seeds and fruits shown to be an important alternative of source income, even in conditions of low market demand especially for sapucaia-vermelha.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1850
Appears in Collections:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao GCM.pdf1.81 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons