Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1890
Title: Avaliação da expressão de proteínas da via de hipóxia em carcinoma epidermoide de cavidade oral : relação com o tabagismo, com as características clínicopatológicas e prognósticas
metadata.dc.creator: Peterle, Gabriela Tonini
metadata.dc.subject.decs: Carcinoma de células escamosas
Boca
Imuno-histoquímica
Fator A de crescimento do endotélio vascular
Inibidor 1 de ativador de plasminogênio
Abstract: O carcinoma epidermoide de cavidade oral (CEC oral) é uma causa significativa de mortalidade e morbidade e está relacionado, principalmente, ao uso do álcool e tabaco. Alguns marcadores genéticos de resposta ao tratamento e evolução clínica já foram identificados para esse carcinoma, como a HIF1α, a qual promove a transcrição de genes como CA-IX, PAI-1 e VEGF envolvidos na resposta celular à depleção de oxigênio. Com o intuito de observar as influências de algumas proteínas da via de hipóxia nas características clinicopatológicas e no prognóstico dos pacientes, bem como observar a atuação dos constituintes do tabaco no mecanismo de hipóxia, foi realizada uma análise semi-quantitativa de 52 pacientes com CEC oral, por meio de imuno-histoquímica, sendo os cálculos e gráficos estatísticos feitos através do software Epi Info® v3.4.3, 2007. A frequência de positividade da expressão CA-IX confirmou a existência de diferenças biológicas entre as expressões negativa e positiva da proteína (p=0,027). Desta forma, a expressão citoplasmática positiva mostrou uma relação significante com a ocorrência de linfonodos acometidos (p=0,025) e a expressão membranar negativa de CA-IX foi predominante nos casos com o infiltrado inflamatório intenso (p=0,044). Em relação às curvas de sobrevida, as expressões positivas fraca e forte de CA-IX membranar mostraram significância referente à Sobrevida Livre de Doença Local (LDL) (p=0,038); já as expressões citoplasmáticas negativa e positiva da proteína apresentaram significância para a Sobrevida Doença Específica (DE) (p=0,022). A análise multivariada confirmou a expressão citoplasmática de CA-IX como um fator de risco para a ocorrência de óbito doença específica, aumentando esse risco em aproximadamente 3x (HR=2,84; IC= 1,02-7,87). Em relação ao PAI-1, o nível da expressão citoplasmática da proteína mostrou relação significante com o grau de diferenciação tumoral (p=0,027) e as expressões citoplasmáticas e membranares positivas apresentaram associação com o infiltrado inflamatório moderado (p=0,013; p=0,033, respectivamente). Já para o prognóstico, as expressões membranares negativa e positiva de PAI-1 apresentaram uma associação significante com a recidiva local (p=0,027) e a análise multivariada confirmou a expressão membranar positiva da proteína como um fator de risco para a ocorrência de tal recidiva, aumentando esse risco em aproximadamente 14x (OR=14,49; IC= 1,40-150,01). O grau de diferenciação tumoral também foi significantemente associado com as expressões citoplasmáticas negativa e positiva de VEGF (p=0,035) e foi observada uma relação entre a presença do infiltrado inflamatório e as expressões positivas fraca e forte da proteína (p=0,038). Por fim, não foram encontradas significâncias estatísticas entre o hábito tabagista e as expressões de CA-IX, PAI-1 e VEGF, no entanto, acredita-se que este resultado seja decorrente da composição da casuística do trabalho. Assim, a busca de biomarcadores para o CEC oral é um desafio que deve ser assumido por grupos de pesquisas que trabalham com a doença, com o intuito de elucidar mecanismos da gênese tumoral que ainda não foram compreendidos.
Oral Squamous Cell Carcinoma (OSCC) is a significant cause of mortality and morbidity and is mainly related to the use of alcohol and tobacco. Some genetic markers of treatment response and clinical evolution have been identified for this carcinoma, such as HIF1α, which promotes transcription of more than 100 genes involved in cell hypoxia response, among these: CA IX, PAI-1 and VEGF. In order to observe the influence of these proteins in tumor clinicopathological and prognostic features, as well as observe the activity of the constituents of tobacco in hypoxic mechanism, a semi-quantitative analysis of 52 patients with oral cancer was performed, by means of immunohistochemistry, being the statistical calculations and graphics performed by Epi Info® v3.4.3, 2007. The frequency of CA-IX positive expression confirmed the existence of biological differences between the negative and positive expressions of protein (p=0.027). Furthermore, the cytoplasmic positive expression showed a significant relationship with the occurrence of regional lymph node metastases (p=0.025) and CA-IX membrane negative expression was predominant in cases with intense inflammatory infiltrate (p=0.044). Regarding to the survival curves, the CA-IX weak and strong expression of membrane showed significance with respect to the Local Disease-Free Survival (p=0.038), whereas positive and negative cytoplasmic protein expressions were significant for Disease Specific Survival (p=0.022). Multivariate analysis confirmed the cytoplasmic CA-IX expression as a risk factor for the occurrence of disease specific death, with approximately 3-fold increased risk (HR=2.84, CI=1.02-7.87). The cytoplasmic expression level of PAI-1 showed significant correlation with the degree of tumor differentiation (p=0.027) and both the cytoplasmic expressions and positive membrane were associated with mild infiltration (p=0.013, p=0.033, respectively). Concerning to prognostic characteristics, PAI-1 positive and negative membrane expression showed a significant association with local relapse (p=0.027). Moreover, multivariate analysis confirmed the PAI-1 positive membrane expression of as a risk factor for the occurrence of this recurrence, with approximately 14-fold increased risk (OR=14.4, CI=1.40-150.01). The degree of tumor differentiation was also significantly associated with VEGF negative and positive cytoplasmic expression (p=0.035) and a relationship between the presence of inflammatory infiltrate and the weak and strong positive expression of the protein (p=0.038) was observed. Finally, statistical significance between the smoking habit and the CA-IX, PAI-1 and VEGF expression of were not found, but, it is believed that this result was due to the composition of the work casuistry. Thus, the search for biomarkers for OSCC is a challenge which must be faced by research groups, in order to elucidate mechanisms of tumorigenesis that are not yet understood.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1890
Appears in Collections:PPGBIO - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao Gabriela Tonini Peterle.pdf1.68 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons