Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1936
Title: Práticas em movimentos sociais : possibilidade de (re)invenção de novos personagens
metadata.dc.creator: Carvalho, Pedro Henrique de Oliveira
Keywords: Movimentos estudantis;Movimentos sociais;Ciência política – Práticas;Estudantes - Atividades políticas;Personagem político
Abstract: Esse trabalho teve início com a nossa entrada no Programa de Pós-Graduação em Psicologia Institucional da UFES. Naquele momento pretendíamos pesquisar a distância entre o dito e o praticado em diversos movimentos sociais no Brasil, mas diante das manifestações sociais que eclodiam no Espírito Santo entre o início e meados de 2011, concomitantes a outros movimentos sociais pelo mundo como o “Occupy Wall Street” e, no Brasil o “Ocupem o Rio”, a questão da pesquisa foi reformulada para a análise das práticas dos novos movimentos sociais. Buscamos elucidar como se dariam novas configurações e arranjos desses movimentos sociais deflagrados no mundo e no Brasil entre 2010 e 2013. Tal questão disparou reflexões e análises sobre o que essas práticas convocavam, bem como análises sobre as novas configurações dos movimentos estudantis no Brasil. Naquele momento, nos despertavam a atenção as praticas efetivadas pelo Centro Acadêmico Livre de Psicologia da UFES. Partindo das ferramentas conceituais forjadas pela Análise Institucional e com o personagem conceitual formulado por Deleuze e Guattari, nosso campo empírico de pesquisa foi acompanhar-vivenciar práticas políticas atualizadas no cotidiano do Centro Acadêmico Livre de Psicologia da UFES no período entre 2011 e 2013. Foi possível produzir analises da existência e a possibilidade de invenção de personagens políticos outros que rejeitam grandes discursos, organizações verticais, representatividade e velhos paradigmas de esquerda. Nesses espaços políticos se constituem formações e subjetivações outras que redimensionam o coletivo. Nessa direção, foi possível afirmar emergência de outros sujeitos atentos ao tempo presente, de (re) invenção de personagens-políticos-em-nós. Foram feitos alguns apontamentos a respeito dos movimentos estudantis no Brasil e indicada a diversidade de correntes e tendências políticas, destacando-se a influência da esquerda, ausência de linearidade na história dos movimentos estudantis e a inserção da UNE em questões políticas nacionais. Evidenciamos que os novos movimentos sociais como o “Occupy Wall Street” e o Zapatismo indicam uma reinvenção de sujeitos e lugares políticos, de movimentos descentralizados, acêntricos, composto por lideranças provisórias, pautados pela aposta no coletivo e na ocupação dos espaços públicos. Ao final, consideramos que nossas práticas são produzidas pelas contingências, podendo se tornar práticas inventivas, mas, também, reprodução de práticas do capitalismo que precisam ser consideradas pelos efeitos que produzem. Indicamos a importância de estar atentos ao que estamos fazendo das nossas práticas, atentos ao presente.
This work began with our entry into the Graduate Program in Psychology Institutional of UFES . At that time we wanted to find the distance between the said and practiced in various social movements in Brazil , but in the face of social protests that erupted in the Holy Spirit in the early to mid-2011 , concurrent with other social movements around the world as the " Occupy Wall Street " and in Brazil the " Occupy Rio " , the research question was rephrased to analyze the practices of new social movements . The question was to elucidate how these new social movements and arrangements were triggered worldwide and in Brazil between 2010 and 2013. This question triggered reflections and analysis on what these practices summoned , as well as reviews on new configurations of student movements in Brazil . At that moment , aroused our attention the practical effect of the Free Academic Center of Psychology UFES . Based on the conceptual tools forged by the Institutional Analysis and of the conceptual character formulated by Deleuze and Guattari, our empirical research field was experiencing monitor daily political practices of the Academic Center for Psychology in the period between 2011 and 2013. It was possible to produce analyzes of the existence and the possibility of inventing characters other politicians who reject major speeches , vertical organizations , representativeness and old paradigms of the left. These political spaces constitute formations and other subjectifications that resize the collective . In this direction , it was possible to emergency of the others subject in present time, the ( re) invention of characters - politicians -in- us. Some notes were made about the student movements in Brazil and given the diversity of current trends and policies , highlighting the influence of the left , no linearity in the history of student movements and the insertion of UNE on national policy issues . We show that the new social movements like " Occupy Wall Street " and Zapatism indicate a reinvention of political subjects and locations, decentralized movements , acentric , composed of interim leadership , guided by the collective bet and occupation of public spaces . At the end , we believe that our practices are produced by contingencies and can become inventive practices , but also reproduction of capitalist practices that need to be considered by the effects they produce. Indicate the importance of being attentive to what we are doing in our practices, attention to the present.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1936
Appears in Collections:PPGPSI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao Pedro Henrique.pdf987.74 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons