Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1970
Title: Avaliação de uma área em restauração florestal e sob a copa de espécies arbóreas em florestas ombrófila densa das terras baixas
metadata.dc.creator: Spadeto, Cristiani
Keywords: Recuperação ecológica;Regeneração natural;Florestas – restauração;Banco de sementes do solo;Mestrado em Ciências Florestais
Abstract: O objetivo deste estudo foi avaliar a regeneração natural em uma área em processo de restauração florestal com diferentes metodologias e o estrato regenerante e o banco de sementes sob o dossel das espécies arbóreas: Bixa arborea Huber, Inga laurina (Sw.) Willd., Joannesia princeps Vell. e Senna multijuga var. verrucosa (Vogel) H.S. Irwin & R.C. Barneby. Para tanto, foi analisado um projeto de restauração florestal implantado na Reserva Natural Vale, ES, composto por seis tratamentos, com diferentes riquezas (29, 58 e 114 espécies) e espaçamentos (2 x 2 e 3 x 3 m), e três repetições, em blocos casualizados. Para avaliar a regeneração natural na área em processo de restauração foram demarcadas três parcelas (5 x 10 m) por tratamento, assim como no ecossistema de referência. Sob a copa das espécies arbóreas foram demarcadas 18 parcelas circulares por espécies. Em toda a área amostral foram medidos e identificados todos os indivíduos lenhosos, e os indivíduos herbáceos foram apenas quantificados. Para cada comunidade regenerante de espécies (lenhosa e herbácea) foi estimada a diversidade florística e a equabilidade. Foram coletadas amostras de banco de sementes sob a copa de cada indivíduo para caracterização do banco de sementes do solo. A similaridade florística foi calculada entre a regeneração da área em processo de restauração florestal e a floresta madura e entre a regeneração natural e o banco de sementes do solo para os dados obtidos sob a copa das espécies arbóreas. Na regeneração natural de ambas as áreas (área em processo de restauração e sob a copa das espécies arbóreas) as espécies herbáceas estavam presentes em maior número de indivíduos, enquanto que a maior riqueza, diversidade e equabilidade foram atribuídas à comunidade lenhosa. A altura dos indivíduos lenhosos foi maior sob a copa das espécies S. multijuga, B. arborea e J. princeps e não houve diferença significativa para a variável diâmetro dos indivíduos. No banco de sementes do solo, sob as espécies B. arborea e S. multijuga foi registrado maior número de indivíduos e riqueza de espécies lenhosas. A análise de similaridade florística permitiu identificar alta heterogeneidade florística entre componente regenerante em todos os tratamentos da área em processo de restauração florestal e a floresta madura, e entre a regeneração natural e o banco de sementes sob a copa das espécies arbóreas.
The aim of this study was to evaluate the natural regeneration in an area of forest restoration with different methodologies and the regenerating layer and seed bank under the canopy of the tree species: Bixa arborea Huber, Inga laurina (Sw.) Willd.Joannesia princeps Vell. and Senna multijuga var. verrucosa (Vogel) H.S. Irwin & R.C. Barneby. For this, we analyzed a forest restoration project implemented in Vale Natural Reserve, ES, composed of six treatments, with different richness (29, 58 and 114 species) and spacing (2 x 2 and 3 x 3 m), and three replications, in randomized blocks. To evaluate the natural regeneration of the area in restoration process, three plots were delimited (5 x 10 m) for each treatment and for the reference ecosystem. Under the canopy of the trees, 18 circular plots were delimited by species. All woody plants were identified and measured throughout the sample area, and all herbaceous plants were only quantified. Floristic diversity and equability were estimated for each regenerating community of species (woody and herbaceous). We collected seed bank samples under the canopy of each individual for the characterization of the soil’s seed bank. Floristic similarity was calculated between the regeneration of the area in forest restoration process and the mature forest, and between the natural regeneration and the soil’s seed bank for the data obtained under the canopy of the arboreal species. In the natural regeneration of both areas (area in restoration process and under the canopy of arboreal species) the herbaceous species were present in higher number, whilst the highest richness, diversity and equability were attributed to the woody community. The height of woody individuals was higher under the canopy of species S. multijuga, B. arborea and J. princeps, and there was no significant difference for the variable diameter of individuals. In the seed bank, under the species B. arborea and S. multijuga we registered the highest number of individuals and richness of woody species. The analysis of floristic similarity allowed us to identify high floristic heterogeneity in the regenerating component for all treatments of the area in forest restoration process and mature forest, and between natural regeneration and the seed bank under the canopy of the arboreal species.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1970
Appears in Collections:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao Cristiani Spadeto.pdf9.03 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons