Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2004
Title: Utilização de resíduos industriais como corretivo de acidez do solo e fonte de nutrientes para o cafeeiro
metadata.dc.creator: Nogueira, Natiélia Oliveira
Keywords: Acidez do solo;Resíduos industriais;Fertilidade do solo;Sustentabilidade
Abstract: A utilização de resíduos industriais na agricultura tem demonstrado potencial como corretivos de acidez e, ou fertilizantes, além de apresentar benefícios relacionados ao meio ambiente, ao reduzir os impactos ambientais pela grande quantidade de resíduos gerados do setor industrial. O objetivo deste estudo foi avaliar, em experimentos conduzidos em campo, a utilização de resíduos industriais comparado ao calcário em solos cultivados com café arábica (Coffea arabica L.) e café conilon (Coffea canephora Pierre ex Froehner). No ensaio 1, foram utilizados os seguintes tratamentos: quatro corretivos (calcário como controle, escória de siderurgia, óxido de magnésio e resíduo de mármore como corretivos alternativos) e cinco doses dos corretivos (0; 30; 60; 90 e 120% da necessidade de calagem), o experimento foi conduzido por três anos consecutivos. Anualmente, decorridos seis meses da aplicação dos materiais corretivos, procedeu-se as análises de pH em água, Al3+, H+Al, Ca2+ e Mg2+ no solo; e decorridos três e seis meses da aplicação dos materiais corretivos, procedeu-se as análises dos teores de cálcio e magnésio da folha do cafeeiro. Os resultados mostram que as propriedades químicas do solo são influenciadas pelos corretivos utilizados, porém com a utilização do óxido de magnésio obtém-se um maior incremento dos teores de magnésio no solo. Os teores de cálcio e magnésio na folha do cafeeiro são influenciados pelos corretivos e pelas doses dos mesmos. A escória de siderurgia, o óxido de magnésio e o resíduo de mármore demonstram potencial como corretivos de acidez e fonte de cálcio e magnésio para o café arábica. No ensaio 2, foram utilizados os seguintes tratamentos: quatro corretivos (calcário como controle, escória de siderurgia, óxido de magnésio e resíduo de mármore como corretivos alternativos) e cinco doses dos corretivos (0; 30; 60; 90 e 120% da necessidade de calagem) em solo cultivado com café conilon. O experimento foi avaliado em três épocas. Anualmente, decorridos seis meses da aplicação dos materiais corretivos, procedeu-se as análises de pH em água, Al3+, H+Al, Ca2+ e Mg2+ no solo. Os resultados mostram que os valores de pH, Al3+, H+Al e os teores de cálcio e magnésio trocáveis proporcionados pela aplicação dos corretivos alternativos são semelhantes ou superiores ao calcário para os três anos de execução do experimento. As aplicações de doses crescentes de escória, óxido de magnésio e resíduo de mármore favorecem um decréscimo da acidez do solo e incrementos de cálcio e magnésio trocáveis ao solo. O óxido de magnésio demonstra maior potencial como fonte de magnésio para o solo.
The use of industrial residues in agriculture has shown potential when used as soil acidity correction or fertilizers. Moreover, it presents benefits to the environment by reducing environmental impacts due to the large amount of residues generated in the industrial sector. The objective of this study was to evaluate experiments conducted in a greenhouse and in field using industrial residues compared to lime in soils cultivated with arabica coffee (Coffea arabica L.) and conilon coffee (Coffea canephora Pierre ex Froehner). In the first trial was used the following treatments: four correctives (correctives (lime as a control, slag and magnesium oxide as an alternative correctives); and five doses of corrections (0; 30; 60; 90 e 120% of lime required), the experiment was conducted for three consecutive years. Annually , after six months of liming materials, proceeded to the analysis of pH, Al3+ , H+Al , Ca2+ and Mg2+ in the soil, and after three and six months of liming materials, proceeded analyzes of calcium and magnesium from the coffee leaf. The results show that the soil properties are influenced by the corrective used, but with the use of magnesium oxide gives a greater increase of magnesium in the soil. The calcium and magnesium in the coffee leaf are influenced by lime and the doses of the same. Slag, magnesium oxide and residue marble demonstrate potential as acidity correctives and source of calcium and magnesium for arabica coffee. In the second trial, the following treatments were used: four corrective (limestone as control, slag, magnesium oxide and waste marble as remedial alternative) and five doses of lime (0; 30; 60; 90 e 120% of lime requirement) in soil cultivated with conilon. The experiment was evaluated in three seasons. Annually, after six months of liming materials, proceeded to the analysis of pH, Al3+, H + Al , Ca2+ and Mg2+ in the soil . The results show that pH, Al3+, H + Al and contents of exchangeable calcium and magnesium provided by the application of remedial alternative are similar or superior to lime for the three years of the experiment. The applications of increasing doses of slag, magnesium oxide and residue marble favor a decrease in soil acidity and increases in exchangeable calcium and magnesium to the soil. Magnesium oxide demonstrates the greatest potential as a source of magnesium to the soil.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2004
Appears in Collections:PPGPV - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Natielia Oliveira Nogueira.pdf614.96 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons