Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2051
Title: A produção do espaço urbano de Vitória–ES pela construção imobiliária entre o final do século XIX e meados do século XX
metadata.dc.creator: Alves, Vanderson Moreira Silva
Keywords: Espaço urbano;Urbanização;Crescimento urbano;Trabalhadores da construção
Abstract: O trabalho discute a produção do espaço urbano da cidade de Vitória - ES pela construção imobiliária entre as décadas finais do século XIX e as primeiras décadas do século XX. O desenvolvimento do trabalho seguiu pautado pelo estudo das formas de produção da construção numa perspectiva histórica com a finalidade de investigar e compreender as características de cada forma de produção e do processo produtivo da construção. O recorte temporal estabelecido para a pesquisa foi definido pelas formas de produção da construção verificadas durante o processo de construção da cidade. Até a abolição da escravatura, o trabalho do escravo foi plenamente utilizado nas construções por encomenda em Vitória. O aluguel de escravos no trabalho de construir gerava um ganho na forma de renda ao proprietário de escravos. Com o fim da escravidão, observou-se que os imóveis urbanos assumiram o papel de objeto de valor para os proprietários. A transição do trabalho escravo para o trabalho livre também repercutiu no setor da construção. A chegada dos imigrantes europeus, principalmente dos italianos, em Vitória, trouxe mudanças no processo de construção da cidade. O italiano difundiu o uso de novos materiais e novas técnicas construtivas que contribuíram para o embelezamento da cidade e para a valorização dos imóveis. Contudo, a formação do mercado imobiliário se deu de maneira lenta na cidade. A construção de moradias para a venda, em Vitória, só ocorreu a partir dos anos 1950. Desta forma, este trabalho investigou o desenvolvimento da construção imobiliária em Vitória tendo por base as formas de produção da construção e o desenvolvimento do processo produtivo deste setor.
This dissertation discusses the production of urban space in the city of Vitória - ES by the building construction between the final decades of the nineteenth century and the first decades of the twentieth century. The development of this work was guided by the study of the forms of production of construction, from a historical perspective, in order to investigate and understand the characteristics of each form of production and the production of the construction process. The time frame established for scientific research was defined by the forms of production occurred during the city building process. Until the abolition of slavery, the slave labor was as fully used in the constructions to order in Vitoria’s city. The rent of slaves in building generated a gain in the form of rent to the owner of slaves. After slavery, it was observed that the urban real estate assumed the role of value for the owners. The transition from slave to free labor also reflected in the construction sector. The arrival of European immigrants, mostly Italians, in Victoria brought changes in the city's construction process. The Italian spread the use of new materials and new construction techniques that contributed to the beautification of the city and the valuation of the buildings. However, formation of the housing market is slowly gave way in the city. Housing construction for sale in Vitoria’s city only occurred from the 1950s. Thus, this study investigated the development of real estate construction in Victoria based on forms of construction production and the development of the production process in this sector.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2051
Appears in Collections:PPGGEO - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao Vanderson.pdf6.88 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons