Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2236
Title: DENTRO e Fora da Ordem: Diretrizes Curriculares para o Ensino de História em Tempos Autoritários
metadata.dc.creator: LUIZ, M. L.
Keywords: História ensinada;Formação e prática de professores;
Issue Date: 27-Apr-2015
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: LUIZ, M. L., DENTRO e Fora da Ordem: Diretrizes Curriculares para o Ensino de História em Tempos Autoritários
Abstract: Investiga contornos assumidos pela disciplina História, seu ensino e docência no estado do Espírito Santo durante a Ditadura Militar (1964-1985). Para tanto, analisa propostas curriculares, materiais pedagógicos, pautas, atividades, avaliações, fotografias, relatórios, materiais de cursos, estágios de treinamentos, atas de reuniões, leis, pareceres, decretos, publicações da imprensa periódica local e relatos orais de professores. Privilegia interlocuções com Marc Bloch (2001) e Carlo Ginzburg (2002, 2004, 2007), para a interrogação das fontes a partir da seguinte questão: quais os desdobramentos das diretrizes curriculares para a História ensinada em escolas capixabas durante a Ditadura Militar no Brasil (1964-1985)? O trabalho com as fontes toma como eixos de análise: a) concepções de História, do seu ensino e da docência expressas nas diretrizes curriculares prescritas para a área durante o regime ditatorial (1964-1985); b) compreensões da docência narradas por professores que atuaram em escolas capixabas durante o regime militar; c) percepções de professores acerca das prescrições curriculares e dos seus usos na História ensinada em escolas públicas capixabas no período ditatorial. Os documentos estaduais e os registros encontrados indiciam: a concepção de História relacionada com os Estudos Sociais; a feição essencialmente política e eurocêntrica da história ensinada. Aproximam-se dos Cadernos MEC: História do Brasil e História Geral pelas características tradicionais apresentadas, entretanto, se distanciam do segundo documento, que se articula com a Nova História. Quanto ao ensino, nas Propostas, registros e narrativas docentes, os métodos assumem importância fundamental, vinculando-se à matriz escolanovista, tecnicista e aos princípios da Epistemologia Genética, de Jean Piaget. O civismo e o patriotismo identificados acentuam-se pelo acréscimo das disciplinas que passaram a compor o currículo por meio da Lei nº. 5.692/71: Educação Moral e Cívica, Organização Social e Política Brasileira e Estudos de Problemas Brasileiros. Por outro lado, há narrativas e atividades que se distinguem do prescrito e do que convencionalmente aponta a historiografia produzida sobre a História ensinada durante Ditadura Militar. Desse modo, o entrecruzamento das fontes analisadas documentos e narrativas de sujeitos que atuaram durante o regime militar podem fazer acender, no presente, centelhas da memória e da História de professores capixabas e de suas práticas.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2236
Appears in Collections:PPGE - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_8736_TESE - MIRIÃ LÚCIA LUIZ.pdf6.83 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.