Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2273
Title: O IDEB no município de Vitória/ES (2005-2007): um estudo sobre avaliações e variáveis no sistema e nas escolas.
metadata.dc.creator: FERNANDES, C. F. R.
Keywords: ideb;avaliação em larga escala;política
Issue Date: 1-Jul-2010
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: FERNANDES, C. F. R., O IDEB no município de Vitória/ES (2005-2007): um estudo sobre avaliações e variáveis no sistema e nas escolas.
Abstract: Um dos assuntos em pauta na educação brasileira é a questão da qualidade educacional e suas diversas formas de aferição, devido à criação, em 2007, do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Esse índice se propõe a medir a qualidade da educação, considerando fluxo escolar e desempenho acadêmico, atribuindo uma nota que vai de 0 a 10 às escolas, municípios e estados. Notas referentes aos anos de 2005 e 2007 foram divulgadas e, depois de realizada a análise da situação das escolas do município de Vitória (ES), foi identificada que há variações entre as notas das escolas. Tal constatação gerou a necessidade de compreender a que se deve tal variação, já que as escolas fazem parte de um mesmo sistema e possuem, à primeira vista, condições de ensino semelhantes. Desse modo, a presente pesquisa analisou os fatores institucionais e intra-institucionais que tiveram interferência na variação das notas do Ideb (2005/2007) nas escolas integrantes do sistema municipal de educação de Vitória-ES. Das cinquenta e uma escolas de Ensino Fundamental da rede municipal, onze foram selecionadas por se localizarem no Desvio Padrão Superior, Inferior e ainda por terem apresentado mudança na escala de proficiência na Prova Brasil (SAEB). A metodologia utilizada foi quanti-qualitativa, tendo em vista que foram abordados tanto os dados estatísticos quanto as concepções dos sujeitos gestores do sistema de ensino e das escolas. A base teórica da pesquisa recaiu sobre os estudos das avaliações em larga escala e, principalmente, estudos sobre Escolas Eficazes, cujo pressuposto é o de que existem variáveis que fazem com que algumas escolas apresentem melhor desempenho que as outras em testes padronizados. Os dados obtidos mostram que há variáveis relacionadas às três dimensões da qualidade educacional: a dos resultados obtidos pelas escolas, a dos insumos escolares e a dimensão dos processos educacionais. As conclusões indicam três situações. A primeira é que algumas variáveis não impactaram nos casos estudados, como o Conselho Escolar, a formação dos grupos de profissionais e a ênfase da atuação do gestor escolar. A segunda é que outras variáveis que se mostraram impactantes em relação à situação do sistema de ensino, tais quais o contexto político, a situação sócioeconomica e o background familiar. A terceira é a situação das variáveis que mostraram ter impacto na variação da nota das escolas relativas ao ano de 2005 e 2007, como a infra-estrutura, a função da escola e a liderança do diretor. Desse grupo, a variável mais impactante integra a dimensão dos processos educacionais e é a existência de um objetivo definido e compartilhado na escola e para os integrantes dela. As escolas com essas variáveis obtiveram um crescimento no Ideb.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2273
Appears in Collections:PPGE - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_4928_CAROLINE FALCO REIS FERNANDES.pdf1.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.