Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2285
Title: Práticas de produção de textos escritos no ensino técnico integrado ao médio
metadata.dc.creator: MILANEZI, C. N.
Keywords: Práticas de produção de textos
Issue Date: 26-Sep-2011
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: MILANEZI, C. N., Práticas de produção de textos escritos no ensino técnico integrado ao médio
Abstract: Este trabalho é parte dos estudos desenvolvidos pelo grupo de pesquisa Alfabetização, Leitura e Escrita, vinculado à linha de pesquisa Educação e Linguagens, do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Espírito Santo. Teve por objetivo analisar as práticas de produção de textos escritos numa turma de 2º ano do Ensino Técnico Integrado ao Médio a partir das propostas da professora e das respostas dos alunos a essas propostas. Para isso, adota o estudo de caso qualitativo, utilizando, como métodos e técnicas de coleta e produção de dados, a análise de documentos, a observação participante, entrevistas, gravações em áudio e captação de imagens por meio de câmera fotográfica digital e câmera filmadora. Os dados foram analisados à luz dos postulados de Bakhtin (2003, 2006) sobre texto e linguagem, das condições apontadas por Geraldi (2003, 2006) para que haja uma efetiva produção de textos e das considerações de Charaudeau (2010) sobre os modos de organização do discurso. No movimento de análise, busca investigar as condições de produção, bem como analisar as propostas apresentadas aos alunos e os enunciados por eles produzidos. Constata que o trabalho da professora se baseava na noção de tipos textuais ou em modos de organização do discurso, os quais eram escolhidos em virtude das finalidades do curso técnico. Conclui que, apesar de os sujeitos estarem diante de propostas que impunham limitações ao dizer, conseguiram se colocar efetivamente como autores de seus textos, responsabilizando-se pelos seus dizeres. Observa também que essas atividades proporcionaram aos alunos um espaço para que pudessem emergir opiniões, sentimentos, desabafos e até denúncias. Assim como os estudos de Geraldi (2003), esta pesquisa reconhece que a produção de textos pode fazer parte de um ensino de conhecimento e produção e não de reconhecimento e reprodução. Portanto, é necessário que as práticas estejam relacionadas com as vidas dos sujeitos, para que o trabalho com textos, e com a língua de uma forma geral, se torne mais produtivo e significativo para professores e alunos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2285
Appears in Collections:PPGE - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_5330_CYNTHIA NUNES MILANEZI.pdf14.02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.