Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2473
Title: Disfunção burocrática : um estudo de caso do excesso de papel no DAOCS/UFES
metadata.dc.creator: Prando, Ana Amélia Fabres
Keywords: Papelório;Disfunções;Lentidão;Tomada de decisão
Issue Date: 27-Sep-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: Tomando como caso específico o Departamento de Administração dos Órgãos Colegiados Superiores da Universidade Federal do Espírito Santo (DAOCS/UFES), este trabalho visou identificar possível excesso de papéis e de documentos no referido Departamento e seu impacto sobre a tomada de decisão por parte dos Conselhos Superiores da Universidade, assistidos administrativamente pelo supracitado Departamento. Para tanto, foi utilizada abordagem qualitativa, com realização de observação direta e de entrevistas semiestruturadas com funcionários do Setor e com membros de Conselhos Superiores. A burocracia busca tornar organizações eficientes por excelência, baseada na racionalidade, impessoalidade e profissionalização, com padronização de comportamentos e rotinas. Contudo, quando ocorre apego excessivo a alguma característica da burocracia, temos as suas disfunções ou anomalias. Assim, como resultado do apego extremo ao princípio, segundo o qual tudo precisa ser documentado, registrado, temos o papelório, com formação, inclusive, de processos volumosos, compostos por várias laudas, apresentando dificuldade de deslocamento, acomodação, conservação e análise. Pensar em uma redução do consumo de papel apresenta-se essencial, tanto em relação ao orçamento, já que envolve gasto com outros itens, como de tonner e de energia elétrica, quanto em relação à própria saúde dos funcionários envolvidos, uma vez que papel, sem a devida acomodação, acumula poeira, representando risco ao bem-estar dos mesmos. Soma-se a isso, ainda, a tão desejada eficiência do serviço público, afetada pelo formalismo exacerbado, levando a atrasos e demoras no andamento de processos
Taking the Department of Administration of Governing Bodies of Higher Federal University of Espírito Santo (DAOCS / UFES) as a particular case, this study aimed to identify possible excess papers and documents in that Department and its impact on decision-making by the Councils for the University, assisted administratively by aforementioned Department. For this, we used a qualitative approach, with performance of direct observation and semi-structured interviews with employees and Council members. The bureaucracy seeks to make organizations efficient by excellence, based on rationality, neutrality and professionalism, with standardization of behaviors and routines. However, when there is excessive attachment to some characteristics of bureaucracy, we may have dysfunctions or abnormalities. Thus, as a result of extreme attachment to the principle that everything needs to be documented and registered, the consequence will be the excess of paper, including bulky processes, composed of several pages, with transportation difficulties, accommodation, storage and analysis. To think about a reduction in paper consumption has become essential, both in relation to the budget and expenditure of other items such as toner and electricity. At the same time, we can compare to the well fair of employees involved, since paper without proper accommodation, collects dust, representing risk to their health. Added to this, also the desired efficiency of the public service, affected by the exacerbated formalism, leading to delays in the progress of cases
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2473
Appears in Collections:PPGGP - Dissertações de mestrado profissional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_6647_Dissertação - Ana Fabres.pdf10.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.