Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2837
Title: Noção de Competências e Trabalho em uma Universidade Pública Brasileira: Um Estudo com Secretários de Departamento de Ensino, Pesquisa e Extensão.
metadata.dc.creator: Marques, Solange Vianna Dall’orto
Keywords: Competências;Atividade de trabalho;Universidade pública;Competencies;Working activities;Public university
Issue Date: 25-Aug-2011
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: O presente estudo partiu do interesse em aprofundar o conhecimento sobre as relações de trabalho, os trabalhadores, a atividade de trabalho e os processos de gestão de pessoas no setor público. Nesse cenário, destacou-se a noção de competências. Um tema atual, frequente e bastante difundido no meio acadêmico e organizacional, mas que ainda apresenta uma lacuna significativa quanto a sua inserção nas Instituições Públicas. Optou-se por trabalhar com a noção de competências baseada, principalmente, nos estudos de Le Boterf (2003, 2006), Schwartz (1998, 2000, 2004, 2010a, 2010b) e Zarifian (1990, 2001a, 2001b, 2003). A instituição escolhida para a realização da pesquisa foi a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), instituição existente desde 1954. Essa escolha também considerou a facilidade de acesso da pesquisadora ao campo por ser, além de estudante, também servidora nessa universidade. A questão que norteou o estudo foi: O que é ser competente nas práticas cotidianas da atividade de trabalho do servidor técnico-administrativo que atua na função de secretário de departamento de ensino, pesquisa e extensão da Ufes? Para responder, optou-se por uma pesquisa qualitativa. A estratégia adotada foi o estudo de caso, que utilizou como instrumentos: revisão da literatura, análise documental, entrevista semiestruturada, observação direta e grupo focal. A análise dos dados baseou-se na categorização proposta por Bardin (2004) e definiu duas categorias de análise: a primeira, que remete ao sentido dado pelos entrevistados a competências, e a segunda, que remete as especificidades da atividade de trabalho dos secretários de departamento nessa ótica. Cada categoria suscitou reflexões importantes para os processos de gestão na instituição. O estudo revelou que a noção de competências, identificada na Política Nacional de Desenvolvimento de Pessoal do governo federal, está presente, permeando a atividade de trabalho dos sujeitos de pesquisa. Esta presença, contudo, é desestruturada e carente de envolvimento e comprometimento dos trabalhadores, além de muito distante de se configurar como um processo de gestão na instituição ou de envolver seus processos decisórios. A pesquisa conclui que a Ufes precisa investir em um ambiente favorável ao desenvolvimento das competências individuais e coletivas, aliadas ao desenvolvimento das competências institucionais. Para isso será necessário definir metas claras e coerentes com os objetivos sociais da instituição, convocando os trabalhadores a adotar uma postura ativa na gestão do seu trabalho e a discutir criticamente a sua inserção na organização. Essa pesquisa teve o papel de tatear no escuro a noção de competências; escuro porque não existe nenhuma estruturação dessa noção na instituição pesquisada. A contribuição do estudo, nesse primeiro olhar, é em apontar como o movimento social das competências está além das práticas docentes no cenário universitário e é marcante na atividade de trabalho e nas políticas de gestão de pessoas que envolvem os servidores técnico-administrativos em educação. O estudo mapeia, dentro das limitações metodológicas, em que essa noção se insere e de que maneira ela é compreendida pelos Secretários participantes da pesquisa.
This study started with the interest in furthering the knowledge about labor relations, workers, work activities, and the processes of staff management within the public sector. In this scenario the notion of competence was underscored; a current, frequent and quite widespread issue in the academic and organizational circles, but which still presents a significant gap regarding its insertion in public institutions. It was decided to work with the notion of competence mainly based on studies of Le Boterf (2003, 2006), Schwartz (1998, 2000, 2004, 2010a, 2010b), and Zarifian (1990, 2001a, 2001b, 2003). The institution chosen for the research was the Federal University of Espírito Santo (Ufes), an institution that has existed since 1954. This choice also considered the researcher's easy access to the field, for besides being a student, she is also a public servant in this university. The question that guided the present study was: What is to be competent in the daily practices of the working activity of the technical and administrative public servant that acts as a secretary of the department of education, research and extension at Ufes? In order to answer it, a qualitative research approach was chosen. The strategy adopted was a case study, which used as instruments: literature review, documentary analysis, semi-structured interviews, direct observation, and focus group. Data analysis was based on the categorization proposed by Bardin (2004), and defined two categories of analysis: the first refers to the sense given by interviewees to competences, and the second refers to the specificities of the work activity of the department secretaries in this light. Each category has given rise to important considerations for the management processes in the institution. The study showed that the notion of competencies identified in the National Policy on Staff Development of the federal government is present, permeating the work activity of the study subjects. This presence, however, is unstructured and it lacks the involvement and commitment of workers, in addition to being far as to set up a management process in the institution, or of involving its decision processes. The research concludes that Ufes need to invest in a favorable environment for the development of individual and collective competencies, combined with the development of institutional competencies. For this it will be necessary to set clear aims that are consistent with the social goals of the institution, calling on workers to take an active stance in managing their work and to critically discuss their inclusion in the organization. This research had the role of groping in darkness at the notion of competence; dark because there is no structuring of this notion in the institution studied. The contribution of this study is in this first look, in pointing out how the social movement of competences is beyond the teaching practices in the university setting, and it is apparent in the working activity and policies of personnel management which involve the technical and administrative staff in education. The study maps, within its methodological limitations, where this notion is inserted and how it is understood by the Secretaries who participated in this research. Key words: Competencies; working activities; public universitiy
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2837
Appears in Collections:PPGADM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao de Solange Vianna Dallorto Marques.pdf962.24 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.