Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2838
Title: Trabalho Precário no Setor Público Federal: A Situação dos Terceirizados em Três Universidades Federais em Três Estados da Região Sudeste
metadata.dc.creator: Nery, Manoel Fernandes
Keywords: Terceirização;Reforma;Desenvolvimento;Cidadania
Issue Date: 28-Jun-2011
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: Este trabalho tem como objetivo descrever, analisar a avaliar a prática da terceirização implementada no setor público federal com base nas reformas de inspiração neoliberal implementadas pelo governo Fernando Henrique Cardoso na década de 1990. Busca também evidenciar as condições em que se operam essa estratégia de gestão e as implicações desse processo para os sujeitos terceirizados. A pesquisa teve como locus três universidades federais em três estados da Região Sudeste. A metodologia fez uso de entrevista semiestruturada com trabalhadores ocupantes do cargo de auxiliares de serviços gerais, dirigentes das IFES e o sindicato da categoria. Confirmando o escopo teórico, os resultados revelam o lado precário das condições e das relações de trabalho, os rebatimentos da terceirização na gestão institucional e sobre os sujeitos, e a percepção dos terceirizados sobre o trabalho que executam: baixo valor social, baixos níveis salariais, instabilidade e insegurança, ausência de mecanismos de proteção social e à saúde, distanciamento sindical, ou seja, é a percepção de como vive o proletário estatal. Por último, as considerações finais trazem a avaliação sobre a terceirização e as proposições do pesquisador.
This work aims to describe and analyse the practice of outsoursing in the federal sector based on reforms of neoliberal inspiration accomplished by Fernando Henrique Cardoso (1995-2002). It also seeks to highlight the conditions in which they operate this management strategy and the implications of this process for the subjects contracted. The research has a qualitative nature and was centered in three federal universities of three states in the Southeast region. The methodology was structured based on documental research and semi-structured interviews with eighteen workers occupying the position of assistant general services, three IFES managers and the union leaders of the category representing the workers of one of the researched institutions. Confirming the theoretical scope, the results reveal the precarious conditions and working relationships, the impact of outsourcing on the institutional management and on the subjects, and the perception of outsourced people on the work they do: low social value, low wages, instability and insecurity, lack of social protection mechanisms and health, union gap, that is, they reveal how the "proletarian state" lives. Finally, the concluding remarks bring the evaluation of outsourcing and the propositions of the researcher. Key-words: Outsourcing; reform; work; citzenship.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2838
Appears in Collections:PPGADM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_4121_.pdf1.27 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.