Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2917
Title: TECENDO Atividades Entre Valores, Tramas, Saberes E urdiduras: a Contribuição da Ergologia na Análise da Situação de Trabalho no Contexto da Economia solidária
metadata.dc.creator: BRANDAO, A.
Issue Date: 23-Aug-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: BRANDAO, A., TECENDO Atividades Entre Valores, Tramas, Saberes E urdiduras: a Contribuição da Ergologia na Análise da Situação de Trabalho no Contexto da Economia solidária
Abstract: RESUMO Esta dissertação objetivou conhecer os saberes e valores da atividade no contexto da Economia Solidária. Através de conceitos da Ergologia trouxemos para o contexto da Economia Solidária as implicações normativas e as ressignificações que nos possibilitou analisar as práticas observadas no cotidiano da cooperativa que figurou como pano de fundo para nosso estudo, fazendo circular saberes. Salientamos que entendemos o saber enquanto algo histórico, já que sua produção vincula-se sempre enquanto possibilidade de criação. A partir das demandas que acompanham o movimento do vivo, do pulsar, negamos um pressuposto de neutralidade e passividade nas análises efetuadas no trabalho. Por atividade, compreendemos o processo no espaço-tempo que põe em debate as normas de quem realiza visando atingir os objetivos colocados, entre o trabalho prescrito e o trabalho realizado, considerando os valores e saberes nesse processo. Para a produção de dados utilizamos observação direta da situação de trabalho, conversas com os trabalhadores enquanto realizavam suas tarefas; nos corredores e intervalos de trabalho, questionário autopreenchido e diário de campo. Na análise qualitativa dos dados produzidos, definimos as seguintes categorias para nortearem nossa pesquisa: sustentabilidade econômica, autogestão, solidariedade, saberes, valores e sustentabilidade ambiental. Os resultados apontaram como tais valores compareciam no cotidiano de trabalho da cooperativa, entendendo a atividade, enquanto debate destes valores. Ressaltamos uma heterogeneidade de práticas com diferenças sutis na organização do trabalho em questão, mediante a constatação de que, embora a Economia Solidária desenhe pressupostos básicos que a diferencie no entendimento que se faz do trabalho sob o paradigma capitalista, no dia a dia, nos deparamos com a dificuldade de manter o empreendimento economicamente ativo, mediante exigências legais e fiscais, entre outras. E como os trabalhadores através de renormatizações lidam com as exigências colocadas. Dessa forma, esperou-se contribuir para o estudo da Ergologia e da Economia Solidária. Palavras-chaves: Economia Solidária, Ergologia, Valores, Saberes.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2917
Appears in Collections:PPGPSI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_5986_Ariella Brandão20131023-111203.pdf10.42 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.