Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2950
Title: Suscitar uma máquina de guerra possível (e necessária) : pensando a relação entre aparelho de estado e movimentos sociais
metadata.dc.creator: Capelini, Thalita Calmon
Keywords: Movimentos sociais;Aparelho de Estado;Governamentalidade;Militantes
Issue Date: 29-Sep-2014
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: As manifestações globais ocorridas a partir de 2010 suscitaram novas formas de ajuntamento e luta política, produzindo fissuras na constituição de alguns saberes, nos incitando a pensar sobre nossas condições de existência e a desmanchar compreensões endurecidas acerca do que é política, democracia, militância e movimentos sociais. Nesta dissertação, colocamos em análise o diagrama de forças constituintes do contemporâneo que tem produzido tanto o aparelho de Estado quanto os movimentos sociais. Lançando mão de um processo cartográfico, nos aproximamos do Centro de Defesa dos Direitos Humanos (CDDH) da cidade de Serra/ES, que possui um longo histórico de lutas e conquistas em favor do respeito aos direitos humanos no Estado do Espírito Santo. Durante um ano, participamos das Assembleias Gerais e de atividades propostas pelo CDDH e, por meio do contato com os militantes envolvidos nesse espaço, também realizamos entrevistas com quatro personagens da militância capixaba. Os encontros advindos desse percurso nos levaram a empenharmo-nos em desmanchar aquilo que, no terreno dos movimentos sociais, se encontra endurecido: as concepções de Estado totalizador e transcendente, a história como progresso, o poder como algo que se detém e que está localizado no aparelho de Estado. Apostamos na montagem dos movimentos sociais como máquinas de guerra, que se colocam a inventar resistências cotidianamente, frente aos processos de captura engendrados pelo aparelho de Estado. Palavras chaves: Movimentos Sociais; Aparelho de Estado; Governamentalidade; Máquina de Guerra; Corpo-Militante.
The global demonstrations that occurred from 2010 evoked new ways of gathering and political struggle, producing cracks in the constitution of some knowledge, urging us to think about our conditions of existence and to dismantle hardened understandings on what is politics, democracy, activism and social movements. In this dissertation, we investigate the diagram of contemporary forces which have produced both the State apparatus and the social movements. By resorting to a cartographic method, we approached the Human Rights Defense Center of the city of Serra/ES (CDDH), which has a long background on struggling and achieving respect for human rights in the state of Espírito Santo. For a year, we joined the General Assemblies and the activities proposed by the CDDH and, through contact with the activists involved in this place, we also interviewed four local activists characters. The meetings issued by this course made us aspire to take apart what is hardened in the realm of social movements: the conceptions of a totalizer and transcendent State, the history as progress, the power as something that is detained by the State apparatus. We invested in the assembly of social movements as war machines, which are daily creating resistance, facing the capture processes engendered by the state apparatus.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2950
Appears in Collections:PPGPSI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_8462_THALITA.pdf778.88 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.