Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2966
Title: Artifícios, narrativas e bricolagens : efetu(ações) na clínica do oficinar
metadata.dc.creator: Cunha, Daniel Delvano Silva
Keywords: Centro de Atenção Psicossocial (Vitória, Região Metropolitana de (ES));Saúde mental;Políticas públicas
Issue Date: 12-May-2015
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: Este trabalho objetiva cartografar os efeitos de oficinas realizadas nas áreas da saúde mental, assistência social e arte-cultura. Entende-se o Oficinar como um dispositivo terapêutico e são pontuados, oportunamente, alguns modos, apostas e princípios referentes, modulações e experimentos que foram propostos desde o ano de 2006. Investiga-se as oficinas como um artifício na e da clínica a partir de uma perspectiva crítica dos processos e das relações que atravessam os jogos no Oficinar. O trabalho está dividido em três planos narrativos, possibilitando leituras independentes, muito embora elas se conectem em alguns encontros ao longo das explanações. O primeiro Narrativas Híbridas, traz uma descrição dos personagens conceituais Pedro Malasartes e Sebasthian Rodrigues. Ambos vivem e contam as histórias vivenciadas pelo autor por meio de cartas, fotos, poesias, músicas e relatos os efeitos possíveis nos processos e vivenciados em oficinas ocorridas num abrigo de população em situação de rua e numa ONG de educação não-formal. O segundo, Viagens no Recife, é um relato da experiência de imersão durante 30 dias na rede de atenção psicossocial (RAPS) do Recife pelo projeto Percursos formativos na RAPS: Intercâmbio entre experiências e supervisão clínico-institucional, do Ministério da saúde. Com a temática associada às demandas relacionadas ao álcool e a outras drogas, este plano traz algumas análises e problematizações no campo de atuação e de pesquisa-intervenção entre a RAPS do Recife e a RAPS de Vila Velha. No último, A Roda, enfatiza-se um ethos peculiar ao fazer alusão à roda de capoeira e à sua musicalidade e às linhas de subjetivações, o corpo no jogo desenvolvido no Oficinar a fim de mapear os elementos que compõem o que chamamos de O Oficinar numa ética da Vadiação, bem como traz narrativas do Oficinar num CAPS transtorno e num CAPS álcool e outras drogas. Ao final, Sebasthian traz fragmentos teóricos por uma Terapia Ocupacional tramada com as ferramentas conceituais da esquizoanálise.
The purpose of this paper was to map the effects of workshops related to mental health, social welfare and art/culture. Workshopping is understood as a therapeutic tool and some approaches, proposals and related principles, modifications and experiments proposed since 2006 were duly assessed. Workshopping was investigated as an instrument of and in clinics, from a critical perspective of the processes and relations underlying the workshop games. The study is divided into three narrative planes, which allow independent reading, but are linked by several interfaces along the explanations. The first plane, "Hybrid Narratives", provides a description of the conceptual characters Peter Malasartes and Sebasthian Rodrigues. Both tell experiences and stories by means of letters, pictures, poems, songs, and reports, expressing possible effects of processes and experiences in workshops in a homeless shelter and in a NGO for non-formal education. The second, the "Journey in Recife," is an account of an immersive experience of 30 days in the psychosocial care network (RAPS) of Recife/Pernambucco, in the framework of the Project “Training pathways in RAPS: interchange between experience and clinical-institutional supervision”, of the Ministry of Health. As the subject is associated with demands related to alcohol and other drugs, this plane presents some analyses and problem statements in the field of intervention measures and research, focused on the RAPS Recife/Pernambucco and RAPS Vila Velha/Espirito Santo. Finally, in "The Circle", a peculiar ethnic element is addressed, which is the capoeira circle with its musicality and lines of subjectivation, emphasizing the body in games developed in workshops, to map the elements of what we call " Workshopping in an ethic of idleness". In narrative descriptions, workshops at a "Psychosocial Care Center (CAPS) for mental disorder" and a CAPS for alcohol and other drugs are highlighted. At the end, Sebasthian adds theoretical fragments of an Occupational Therapy plotted with conceptual tools of schizoanalysis.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2966
Appears in Collections:PPGPSI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_9150_Daniel Delvano.pdf6.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.