Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2984
Title: Prostituição Juvenil Feminina: A Escolha, As Experiências e As Ambiguidades do 'Fazer Programas'
metadata.dc.creator: SOUZA, R. A.
Keywords: Prost;juvenil;program;sexuais;estigma;marginaliz;social
Issue Date: 23-Aug-2007
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SOUZA, R. A., Prostituição Juvenil Feminina: A Escolha, As Experiências e As Ambiguidades do 'Fazer Programas'
Abstract: O trabalho teve como objetivo investigar como a prática de programas sexuais é vivenciada por um determinado grupo de jovens mulheres, considerando aspectos sociais, culturais e contextuais envolvidos. Discutindo questões conceituais, a pesquisa tentou se desvincular de perspectivas que focalizavam exclusivamente um sentido de vitimização da prostituição de crianças e adolescentes, buscando acrescentar novos conteúdos de análise sobre o fenômeno a partir da percepção de sua diversidade e das múltiplas formas de manifestação, reavivando o caráter de liberdade e autonomia presentes em tais práticas. Através de uma abordagem psicossocial, investigou-se as experiências de dois grupos distintos: o Grupo 1, formado por 10 mulheres jovens que confirmaram a prática de programas sexuais e o Grupo 2, composto por 09 mulheres jovens que negaram a realização de programas sexuais, mas afirmaram sua proximidade e o conhecimento sobre essa realidade. Foram realizadas entrevistas semi-dirigidas que procuraram coletar informações sobre dados pessoais, escolarização, trabalho, infância, relacionamento familiar, primeiras experiências sexuais, programas sexuais, cotidiano e futuro. Os dados foram sistematizados através da análise de conteúdo temática, que possibilitou interpretações qualitativas sobre os mesmos. Os principais resultados indicaram que o fazer programas apareceu como oportunidade para as jovens na medida em que experimentaram gradativamente a independência do núcleo familiar, tendo como motivação o desejo de liberdade e de consumo, associados a um complexo conjunto de condições estruturais, sociais, econômicas e culturais. Tais fatores se combinam e interagem de formas e intensidades variadas, determinando a escolha da jovem nesse caminho marcado pelo estigma e marginalização social.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2984
Appears in Collections:PPGP - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_2196_.pdf830.56 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.