Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2989
Title: Fatores Biopsicossociais e Problemas no Desenvolvimento em Crianças de um a Três Anos de Idade, Nascidas Prematuras e com Baixo Peso
metadata.dc.creator: SILVEIRA, K. A.
Keywords: Fatores de risco ao desenvolvimento;Prematuridade;Baixo peso
Issue Date: 11-May-2009
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SILVEIRA, K. A., Fatores Biopsicossociais e Problemas no Desenvolvimento em Crianças de um a Três Anos de Idade, Nascidas Prematuras e com Baixo Peso
Abstract: A prematuridade (PT) e o baixo peso ao nascer (BP) são fatores de risco para problemas de desenvolvimento, gerando pesquisas sobre avaliação e intervenção precoce. Esta pesquisa analisou relações entre características do desenvolvimento cognitivo, motor, linguístico e comportamental de crianças PT-BP, com idade entre 1 e 3 anos, e variáveis biopsicossociais. Participaram 40 crianças (divididas em 4 grupos de 10 crianças, do G1 ao G4, com intervalo de 6 meses de idade), nascidas em hospital público, e seus pais. Pela Bayley Scales for Infant and Toddler Development-III (BSID-III), avaliou-se o risco para problemas de desenvolvimento. Os familiares responderam uma escala sobre problemas comportamentais (Child Behavior Checklist CBCL 1½-5 anos), linguagem expressiva (Lista de Avaliação do Vocabulário Expressivo LAVE) e a Entrevista para Identificação de Riscos Biopsicossociais. Analisaram-se também dados de nascimento e do Follow up. Estavam em risco para problemas de desenvolvimento 2,5% da amostra (sobretudo crianças do G1 e G4) e 24,5% tinham risco moderado. Houve baixo desempenho cognitivo em 50% da amostra. A análise de variância mostrou similaridade no desempenho de G3 e G4 em todas as escalas da BDIS-III. G4 apresentou mais resultados anormais no ultrassom transfontanela e maior comprometimento motor. Na linguagem expressiva (LAVE), 90% do G3 e G4 tiveram desempenho abaixo da média. Houve correlação entre condições de nascimento, especialmente PT e BP, e problemas de desenvolvimento. Contudo, os problemas comportamentais, que aumentaram com a idade, apresentaram correlação somente com fatores psicossociais. A baixa associação entre indicadores de risco psicossocial e problemas no desenvolvimento ressalta as possibilidades de ação de mecanismos de proteção e resiliência. Palavras-chaves: 1) Fatores de risco ao desenvolvimento; 2) Prematuridade; 3) Baixo peso; 4) Avaliação do desenvolvimento.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2989
Appears in Collections:PPGP - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_2479_[Silveira, Kelly 2009] Diss. Prematuros 0-3 anos.pdf17.74 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.