Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2997
Title: O Cuidado ao Recém-nascido em Utin: Concepções e Práticas de Humanização
metadata.dc.creator: ROSEIRO, C. P.
Keywords: Humanização;Recém-nascido;UTIN;Profissional de Saúde
Issue Date: 12-Aug-2010
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: ROSEIRO, C. P., O Cuidado ao Recém-nascido em Utin: Concepções e Práticas de Humanização
Abstract: Este trabalho buscou investigar a concepção de Humanização e as práticas de cuidado da equipe de profissionais em 3 UTINs da região Metropolitana de Vitória, ES. A amostra foi composta por 35 participantes: 29 profissionais de saúde, 2 coordenadores da Humanização Hospitalar, 2 responsáveis técnicos da UTIN e 2 chefes de enfermagem. A coleta de dados foi realizada mediante entrevistas semi-estruturadas, questionários e protocolos de observação. Os dados das entrevistas foram submetidos à análise qualitativa e quantitativa, com o recurso do software Alceste, e os dados dos questionários à estatística descritiva. A partir da análise lexical das entrevistas dos profissionais obteve-se 5 classes, divididas em dois blocos, cujos conteúdos apresentaram-se opostos no plano fatorial: Bloco A Aspectos Relacionais: Humanização, Sentimentos em Relação ao Trabalho e Participação da Família; Bloco B - Aspectos Técnicos: Estimulação Oral e Cuidados com o Ambiente Sensorial. Quanto às práticas de cuidado, verificou-se que as ações relacionadas aos itens Manejo de Rotinas e Procedimentos e Participação da Família foram apontadas como as mais realizadas. Os itens que obtiveram maior freqüência de respostas nas observações realizadas foram: Participação da família, Sonoridade, Alimentação e estimulação oral e Manejo de rotinas e procedimentos. Na UTIN, apesar da ênfase dada aos aspectos emocionais, as relações entre o profissional e o bebê tendem aos aspectos da rotina de atendimento e execução dos procedimentos. Isto pode relacionar-se tanto à complexidade do quadro de saúde dessa população, quanto ao desânimo e desgaste gerados pelas condições de trabalho, desvalorização profissional e à falta de tempo que este cuidador dispõe para o estabelecimento de relações mais próximas com seu paciente. A Atenção Humanizada ao Recém-nascido de Baixo Peso Método Canguru (AHRNBP-MC) apresenta um conjunto de estratégias interventivas que promovem mecanismos de proteção para o desenvolvimento do RN, todavia, parece não ser muito conhecida pelos profissionais, sendo compreendida mais como uma diretriz de trabalho do que como um suporte teórico-prático. Espera-se que os resultados obtidos auxiliem na elaboração de programas de intervenção com profissionais de saúde, contribuindo para a melhoria na qualidade do atendimento ao RN internado em UTIN.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2997
Appears in Collections:PPGP - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_3059_.pdf1.87 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.