Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3040
Title: Dialogicidade e Narrativas em Redações de Crianças
metadata.dc.creator: ROCHA, F. E. M.
Keywords: reflexividade dialógica;narrativa;escrita;infância;
Issue Date: 19-Aug-2011
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: ROCHA, F. E. M., Dialogicidade e Narrativas em Redações de Crianças
Abstract: Ao escrever sobre si, o autor expõe ideias e pode produzir um sentido numa troca dialógica consigo e com o interlocutor/leitor. Na narração, um conjunto de fatos é disposto e há o desenvolvimento de histórias. A escrita é uma produção feita para o outro, no momento em que ocorre, por meio de situações dialógicas externas e internas, pois implica uma reflexão por parte do autor sobre aquilo que escreve e sobre qual será o destinatário da mensagem. A presente dissertação é um estudo das possibilidades de expressão da consciência de si, definida enquanto um processo reflexivo e dialógico em narrativas escritas. Desdobra-se em dois estudos, apresentados em forma de artigos. Seu objetivo principal foi verificar a presença de indicadores de dialogicidade em redações de crianças e descrever as relações que se estabelecem entre esses indicadores e a estrutura narrativa produzida. Um grupo de 23 crianças (com oito e 10 anos de idade) escreveu duas redações: a primeira com o tema Conte sua história e a segunda com o tema Como eu converso comigo mesmo?. Os dados foram analisados qualitativamente de acordo com os critérios da fenomenologia semiótica: descrição, redução e interpretação. A descrição fenomenológica apresentou o contexto temático do fenômeno estudado no qual se estabeleceu uma relação entre os elementos do gênero narrativo (Conte sua história) e os indicadores de reflexividade dialógica (Como eu converso comigo mesmo?). A redução fenomenológica especificou o foco problemático em torno do conteúdo das duas redações: as do tema Conte sua história nas quais continham diálogos entre as personagens (Estrutura dialógica) relacionaram-se com as do tema Como você conversa consigo mesmo? nas quais foram descritos autodiálogos (Descrição direta da ação reflexiva). A interpretação indicou que a forma escrita da linguagem é também dialógica e tem por base o processo reflexivo do autor sobre o que escreve. Conclui-se que é possível identificar indícios de dialogicidade em textos escritos e que o autorrelato escrito é um método eficiente de estudo do processo reflexivo consciente.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3040
Appears in Collections:PPGP - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_3981_.pdf522.69 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.