Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3042
Title: Adolescentes com Diabetes Mellitus Tipo I: Seu Cotidiano e Enfrentamento da Doença
metadata.dc.creator: Jocimara Ribeiro dos Santos
Issue Date: 23-Aug-2001
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: Jocimara Ribeiro dos Santos, Adolescentes com Diabetes Mellitus Tipo I: Seu Cotidiano e Enfrentamento da Doença
Abstract: A adolescência tem sido estudada sob diversos ângulos, havendo divergências sobre sua universalidade. Sabe-se que as transformações físicas da puberdade causam também mudanças psicossociais. Essa redefinição de papéis, idéias e atitudes pode ser influenciada pela existência de uma doença como o Diabetes Mellitus Tipo 1, que tem incidência de 1 ou 2 em cada 1000 adolescentes. Estes podem ter, assim, seu cotidiano alterado. Visando descrever e analisar como adolescentes com Diabetes Mellitus Tipo 1 organizam suas atividades diárias e enfrentam sua condição de doentes crônicos, comparando-os com adolescentes sem a doença, foi realizada esta pesquisa com 15 adolescentes ( 6 meninos e 9 meninas, com idades entre 12 e 20 anos) que freqüentavam Programas de Assistência a Portadores de Diabetes Mellitus da rede de saúde pública de Vitória. Os sujeitos foram submetidos à aplicação coletiva e individualizada do Mapeamento de Atividades Cotidianas (MAC), e a uma entrevista individual, gravada, com questões abertas e fechadas, abordando as estratégias de enfrentamento por eles utilizadas. Para uma comparação descritiva, foi aplicado o MAC, coletivamente, 224 jovens (122 meninas e 102 meninos, entre 12 e 20 anos de idade) sem Diabetes Mellitus, estudantes do Ensino Médio e Fundamental, de escolas públicas da Grande Vitória/ES. Foram feitas análises quantitativas e qualitativas do MAC, propondo-se uma avaliação diferenciada da proposta dos autores; as entrevistas foram avaliadas pelo enfoque da análise de conteúdo. Os dados revelaram que os adolescentes, em geral relatam fazer mais atividades dirigidas para si, dentro de casa, que eram prazerosas, eletivas, sociais, envolviam ação e de controle para consumo de álcool. Dentre as atividades realizadas em casa, estavam: assistir a programas de televisão e ouvir música. Os adolescentes com Diabetes Mellitus Tipo 1, apesar de apontarem algumas dificuldades com a doença, relatam não ter o seu cotidiano modificado. Os resultados indicam que esses adolescentes não se diferenciam, de forma significativa, daqueles adolescentes sem Diabetes Mellitus.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3042
Appears in Collections:PPGP - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_412_.pdf2.1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.