Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3058
Title: Latino-Americanos e Europeus no Brasil: Analisando Processos Migratótios e Identitários no Estado do Espírito Santo
metadata.dc.creator: BRASIL, J. A.
Keywords: América Latina;Brasil;Europa;Identidade Social;Migração;
Issue Date: 19-Apr-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: BRASIL, J. A., Latino-Americanos e Europeus no Brasil: Analisando Processos Migratótios e Identitários no Estado do Espírito Santo
Abstract: Atualmente, com o fenômeno da globalização, presenciamos diversas mudanças em termos globais, a exemplo da maior conexão entre as diferentes regiões e países do mundo. Um dos aspectos mais relevantes deste processo é a migração de pessoas entre diferentes países. Dessa forma, considerando-se a importância dos fluxos migratórios para a constituição da população brasileira, esta pesquisa objetivou conhecer os processos identitários vinculados a imigrantes latino-americanos e europeus que migraram para o Brasil e também descendentes de pessoas dessas nacionalidades, que vivem atualmente no estado do Espírito Santo. Para tanto, a partir do referencial da Teoria da Identidade Social, foram realizadas 37 entrevistas (14 latino-americanos, 6 descendentes de latino-americanos, 12 europeus e 5 descendentes de europeus), com sujeitos de ambos os sexos e com idade acima de 18 anos. Utilizou-se roteiro semiestruturado, contendo dados sócio-demográficos, bem como questões sobre as razões da migração, o processo de adaptação ao Brasil e os estereótipos acerca da sociedade brasileira e do país de origem dos migrantes. Os dados foram organizados através do software ALCESTE e da Análise de Conteúdo. Os resultados evidenciam que a migração para o Brasil possui um caráter diferenciado para latino-americanos e europeus, visto que, para estes, sua vinda ao país foi decorrente dos relacionamentos amorosos que aqui estabeleceram e, já para aqueles, foi motivada pela existência de recursos disponíveis no país, como as bolsas de estudo. A inserção e adaptação destes estrangeiros ao Brasil também é diferenciada, de modo que os europeus experimentam uma valorização por parte dos brasileiros, enquanto muitos latino-americanos relataram ter passado por situações de discriminação. Tanto imigrantes quanto descendentes vivenciam um constante diálogo entre diferentes culturas e tendem a valorizar positivamente o seu grupo de pertença, considerando-se que esta pertença pode ser múltipla e variar segundo os diferentes contextos de inserção. Nesse sentido, sejam imigrantes ou descendentes, europeus ou latino-americanos, o objetivo maior dos indivíduos com relação ao processo de construção identitária é manter sua distintividade social positiva, utilizando-se das estratégias que considerarem pertinentes em cada situação a fim de atingir este propósito. Destaca-se a importância da realização de mais estudos, especialmente na área da Psicologia Social, que envolvam migrações internacionais e considerem a complexidade deste fenômeno, abordando-o de forma ampliada e multidisciplinar, a fim de contribuir para a construção de políticas públicas mais coerentes com a realidade vivida por imigrantes e descendentes, não apenas no estado do Espírito Santo, mas em todo o Brasil.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3058
Appears in Collections:PPGP - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_4797_Dissertação Julia Alves Brasil.pdf1.33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.