Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3109
Title: o Processo Pré-transição a Aposentadoria: Desenvolvimento de Escalas Psicométricas e Correlatos Psicossociais.
metadata.dc.creator: RAFALSKI, J. C.
Issue Date: 23-Mar-2015
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: RAFALSKI, J. C., o Processo Pré-transição a Aposentadoria: Desenvolvimento de Escalas Psicométricas e Correlatos Psicossociais.
Abstract: RESUMO Rafalski, J. C. (2015). O processo pré-transição para a aposentadoria: desenvolvimento de escalas psicométricas e correlatos psicossociais (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória. O envelhecimento da população e a diminuição das taxas de natalidade e fertilidade contribuíram para que a temática da aposentadoria crescesse em importância em diversas áreas como a saúde e políticas públicas, políticas organizacionais e a previdência social. Esse trabalho teve como foco compreender o processo pré-transição da aposentadoria nas suas fases de percepção, decisão e planejamento, e observar as variáveis demográficas, de saúde e trabalho que atuam de modo a influenciar essas passagens. Para tanto, a dissertação está estruturada em três artigos. O primeiro foi destinado ao desenvolvimento e validação da Escala de Percepção de Futuro da Aposentadoria (EPFA), que apresentou estrutura de cinco dimensões: Percepções de Saúde, Desligamento do Trabalho, Finanças, Relacionamentos Interpessoais e Perdas na Aposentadoria. A escala apresentou índices favoráveis de confiabilidade em todas as subscalas (acima de 0,70) e relação com outras variáveis. O segundo artigo apresenta a adaptação da Escala de Processo de Planejamento da Aposentadoria (EPPlA) do inglês para o português e a relação desta escala com estilos de tomada de decisão. A EPPlA foi adaptada satisfatoriamente e os resultados mostram a capacidade dos estilos de decisão em predizer maior planejamento para a aposentadoria. O terceiro artigo teve como objetivo entender como as três etapas do processo da aposentadoria se relacionam entre si e com variáveis demográficas e de saúde mental. Os resultados apontaram que as variáveis que influenciam o processo pré-transição da aposentadoria são mutáveis dependendo da dimensão de planejamento a ser observada, mas a predição das percepções e dos motivos para aposentar e os estilos de decisão sobre o planejamento foi confirmada em todas as 4 dimensões (saúde, estilo de vida, psicossocial e finanças). De forma geral, o estudo permitiu verificar a existência da tríade pré-transição para a aposentadoria no Brasil, enfocando a influência de fatores demográficos, como a idade, e pessoais, como as percepções, o estilo de decisão e os motivos para aposentar no sequente planejamento para a vida pós trabalho. Destaca-se a necessidade de pesquisas adicionais, a fim de verificar a existência de outras variáveis psicossociais que possam estar relacionadas ao processo da aposentadoria nos trabalhadores brasileiros. Palavras-Chave: Aposentadoria; Planejamento da Aposentadoria; Carreira; Envelhecimento; Escalas Psicométricas.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3109
Appears in Collections:PPGP - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_7223_Dissertação FINAL - Julia Carolina Rafalski - versão impressão.pdf12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.