Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3111
Title: O BEM-ESTAR DE HOMOSSEXUAIS: ASSOCIAÇÕES COM O APOIO SOCIAL FAMILIAR, RESILIÊNCIA, VALORES E RELIGIOSIDADE
metadata.dc.creator: CAMPOS, L. S.
Keywords: Bem-estar;Psicologia Positiva;Homossexuais;Apoio Social;
Issue Date: 27-Apr-2015
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: CAMPOS, L. S., O BEM-ESTAR DE HOMOSSEXUAIS: ASSOCIAÇÕES COM O APOIO SOCIAL FAMILIAR, RESILIÊNCIA, VALORES E RELIGIOSIDADE
Abstract: Esta dissertação teve como objetivo investigar as associações entre o bem-estar de homossexuais e o apoio social familiar, processos de resiliência, prioridades valorativas e seu nível de religiosidade. Para se atingir esse objetivo, foram realizados dois estudos. O primeiro estudo buscou investigar empiricamente a associação entre o apoio social familiar e o bem-estar de homossexuais, assim como outros construtos relevantes para o maior ou menor nível de apoio social, como a religiosidade da família e o preconceito. Os sujeitos de pesquisa foram 20 homossexuais, 10 homens e 10 mulheres, com idades entre 19 e 27 anos (M=22,70; DP=2,47), moradores de cidades da grande Vitória. Os participantes responderam a uma entrevista semiestruturada, posteriormente analisada com base na técnica de análise do conteúdo. Através das categorias emergentes a partir dos relatos dos participantes, discutimos os resultados com ênfase no percurso percorrido por homossexuais e sua família, desde o momento de revelação da homossexualidade até a possível aceitação familiar, incluindo as consequências da falta de apoio sobre o bem-estar dos homossexuais e a mídia e a religião como fatores problematizadores deste processo. O segundo estudo buscou investigar os fatores preditores de risco ou proteção ao bem-estar dos homossexuais assim como investigar as correlações entre apoio social, resiliência, valores e religiosidade para esta população. Além desses, o estudo também teve como objetivo apresentar evidências de validade dos instrumentos Escala de Resiliência Breve e Escala de Apoio Social Familiar Percebido Lésbica/Gay adaptados para o contexto brasileiro. Para se atingir estes objetivos, foram analisadas as respostas de 229 homossexuais, 58,5% do sexo feminino, com idades entre 18 e 61 anos (M=24,02; DP=5,98), a um questionário contendo questões sociodemográficas e as escalas: Escala de Bem-estar Subjetivo, Escala de Resiliência Breve, Questionário dos Valores Básicos, Escala de Apoio Social Familiar x Percebido Lésbica/Gay, Inventário de Percepção de Suporte Familiar e WHOQOL-SRPB. Como resultados principais foram encontrados evidências de validação das escalas para o contexto brasileiro, correlações entre fatores dos construtos apoio social, resiliência, valores e religiosidade e a presença majoritária de fatores da religiosidade, apoio social, resiliência e valores interacionais entre os preditores de proteção ao bem-estar dos homossexuais; e inadaptação familiar, valores de realização e o fator da religiosidade admiração entre os preditores de risco ao bem-estar dos homossexuais. Como resultado geral da dissertação, aponta-se a importância do apoio social na luta contra o preconceito, a resiliência necessária para superação destas dificuldades, os valores associados à forma como os homossexuais encaram estas situações e a religiosidade agindo no sentido de uma fonte de paz e esperança para a superação das dificuldades, comprovando a associação de todos os construtos investigados para com o bem-estar dos homossexuais. Palavras-chave: Bem-estar; Psicologia Positiva; Homossexuais; Apoio Social; Resiliência; Valores; Religiosidade.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3111
Appears in Collections:PPGP - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_7299_Dissertação - Laís Sudré Campos.pdf1.26 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.