Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3145
Title: Relacionamentos e a Promoção da Paz Mundial: A Visão de Participantes de um Movimento para a Paz
metadata.dc.creator: SANTIAGO, A. M. S.
Keywords: relacionamento interpessoal;Psicologia da Paz;movimento pa
Issue Date: 1-Dec-2011
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SANTIAGO, A. M. S., Relacionamentos e a Promoção da Paz Mundial: A Visão de Participantes de um Movimento para a Paz
Abstract: A presente pesquisa tem como objetivo investigar o papel de diferentes níveis de relacionamento (interpessoal, intergrupal e internacional) para a promoção da paz mundial de acordo com a visão de participantes da organização/ movimento Servas Internacional. Adota como referencial teórico, os estudos sobre Relacionamento Pessoal, proposto por Robert Hinde (1997), e os estudos sobre Psicologia da Paz (Christie et al.,2008) e são perspectivas convergentes devido a partirem de pontos de vistas semelhantes em relação ao comportamento social humano com a proposta de diferentes níveis de complexidade e suas relações dialéticas, seja na promoção da paz ou nos relacionamentos interpessoais. Realizou-se uma pesquisa de natureza qualitativa com participantes do Servas Internacional. O instrumento para a coleta de dados foi a entrevista semiestruturada, que focalizou em analisar diversos contatos pessoais realizados através do Servas. O Servas Internacional é uma organização não governamental, multicultural, criada na Dinamarca no ambiente pós segunda guerra mundial e administrada por voluntários em mais de 100 países, com o objetivo de promover a paz e a tolerância entre os povos. Está registrada na Suíça como Organização Não Governamental e dispõe de assento na ONU. Foram realizadas um total de dez entrevistas com participantes da referida organização em dez diferentes países. Oito entrevistas foram realizadas de forma presencial e duas por skype, sendo que a pesquisadora conheceu pessoalmente todos os participantes. Os dados foram analisados de acordo com a análise do conteúdo (Bardin, 2004). Os resultados indicaram a importância do relacionamento interpessoal para a paz mundial, já que tudo começa com o contato entre duas pessoas que pode expandir para o grupo e para as nações. Todavia este contato deve ser qualificado e realizado entre as pessoas de diversas raças, religiões, culturas, e países para superar preconceitos e quebrar estereótipos. Contudo o estudo ressalta a relevância do aspecto intrapessoal (predisposição para a tolerância) e acrescenta o papel das corporações para a promoção da paz neste mundo globalizado.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3145
Appears in Collections:PPGP - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_3630_Tese_Ufes_alvany_Santiago_2011.pdf1.51 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.