Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3334
Title: A Reprodução Ideológica do Discurso Político na Educação: um Entendimento Através da Fala dos Professores Universitários no Contexto do Governo Geisel, 1974 1979
metadata.dc.creator: DUARTE, G. C.
Issue Date: 15-Dec-2008
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: DUARTE, G. C., A Reprodução Ideológica do Discurso Político na Educação: um Entendimento Através da Fala dos Professores Universitários no Contexto do Governo Geisel, 1974 1979
Abstract: O Regime Militar no Brasil (1964 1985) compreende um momento de profundas transformações sociais, econômicas e políticas, as quais o povo brasileiro foi submetido, gerando alterações em seu modo de pensar e de agir. Tais alterações podem ser creditadas ao papel dos Aparelhos do Estado que atuaram tanto através de uma ação direta, pelos Aparelhos Repressivos do Estado, quanto no campo psicossocial, por meio dos Aparelhos Ideológicos do Estado. Cabe especial destaque para a atuação no campo psicossocial, o papel da Escola em todos os seus níveis, a partir da apropriação de uma Ideologia gerada pela Doutrina de Segurança Nacional e Desenvolvimento e difundida em seu interior. Tal Doutrina, levada a efeito pelos agentes reprodutores do Estado, tinha o papel de recriar uma nova Identidade Nacional entre os brasileiros, que estivesse alinhada ao pensamento burguês e a nova proposta de Nação a ser implantada pela nova coalizão Civil/Militar. Nas três décadas em que os militares estiveram no poder, o povo brasileiro assistiu a um Estado autoritário e ditador, que impôs uma política de exceção, para alcançar seus reais objetivos de uma Nação capitalista e desenvolvida. A década de 1970 representa uma fase em que o Estado, frente a um forte processo de desenvolvimento, depara-se com um processo de desaceleração do crescimento, tendo que mudar o tom de seu discurso e iniciar um processo de liberalização política, denominado de Distensão. Nesse mesmo período, o país vê a necessidade da formação de mão-de-obra qualificada para atender à demanda gerada pelo crescimento econômico, assim como vê também a expansão do ensino em todos os níveis para promoção dessa geração de recursos humanos. A expansão do ensino superior, através do incentivo ao ensino privado, desponta como uma alternativa do governo para a geração desses recursos demandados pelo crescimento nacional. Nas universidades, onde há um maior descontentamento com as políticas do governo, o mesmo age para a manutenção da ordem social através de conteúdos aplicados pela disciplina de Estudos dos Problemas Brasileiro, introduzindo nas salas de aulas propagandas das grandes ações do Estado para a manutenção do crescimento, visando ao fortalecimento do sentimento de nacionalismo entre os estudantes. Nesse campo de intervenção do Estado ganham especial destaque os professores que, ainda que de forma silenciosa, ou por temerem uma ação mais violenta Estado, contribuíam para a reprodução das ideologias contidas na Doutrina de Segurança Nacional e Desenvolvimento. PALAVRAS CHAVES: Discurso, Ditadura, Educação, História Oral, Ideologia, Políticas Públicas
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3334
Appears in Collections:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_3183_Gerson_Constância_Duarte.pdf990.05 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.