Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3448
Title: Repensando o Conservadorismo Católico: Política, Religião e História em Juan Donoso Cortés
metadata.dc.creator: PAVANI, R. M.
Keywords: Espanha;século XIX;História das Idéias;conservadorismo;c
Issue Date: 2-Jul-2010
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: PAVANI, R. M., Repensando o Conservadorismo Católico: Política, Religião e História em Juan Donoso Cortés
Abstract: O advento da modernidade, iniciada a partir do movimento das Luzes e da Revolução Francesa (1789-1799), gerou as mais diversas conseqüências para os países europeus. Políticos e intelectuais procuravam, cada qual à sua maneira, interpretar as novas idéias que emergiam, relacionando-as com o seu próprio ambiente em questão. Desses debates surgiam as correntes políticas modernas: o conservadorismo, o liberalismo e o socialismo. A Espanha, país de fortes raízes monarquistas e católicas, não era exceção nesse importante processo. Seus debatedores, ao longo de todo o século XIX, pensavam em como conciliar essas tradições com valore iluministas, tais como soberania popular e cultura laica. Um de seus mais ativos e controversos pensadores, apesar de pouco valorizado e estudado no Brasil, foi o advogado e professor Juan Donoso Cortés (1809-1853). Donoso é um dos exemplos da complexidade do pensamento conservador católico espanhol, cuja base, ao contrário do que muitos comentadores dizem, não se resume a restaurar o absolutismo bourbônico ou apregoar elementos que estejam localizados no passado medieval. Ao contrário, seu objetivo é propor uma nova solução para a modernidade, não renunciando à sua existência, mas que não esteja amparada pelas vias reacionária, liberal ou socialista, os três grandes inimigos políticos de Donoso. Por meio da análise profunda de suas obras, percebemos uma série de idiossincrasias em seu pensamento, o que faz mais do que necessária uma revisão. De posse desses materiais, e a partir de textos teóricos e metodológicos do pensamento político de onde obteremos as definições para os conceitos de liberalismo, conservadorismo, autonomia; bem como da moderna história das idéias dos quais apreenderemos as noções de modernidade e história moderna; e também de historiadores da Espanha e da Europa, procuraremos evidenciar que Juan Donoso Cortés representa uma linha particular dentro do pensamento tradicionalista católico, em especial quando comparado aos pensadores Maistre e Bonald. Categorizá-lo como reacionário ou regressista não é adequado, uma vez que suas premissas teóricas a noção de liberdade, de história e o papel do catolicismo são bastante peculiares frente a conceitos modernos. Disso decorre que Cortés propõe uma reforma moral, baseada nos princípios da religião católica tida como o mais perfeito produto da evolução religiosa histórica, sem renunciar a todos os elementos da vida moderna. Encontram-se aí a riqueza material, a secularização do Estado e algumas manifestações de liberdade. Palavras-chave: Espanha, século XIX, História das Idéias, conservadorismo, catolicismo político, construção da modernidade.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3448
Appears in Collections:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_4052_.pdf1.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.