Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3465
Title: O massacre de Nanking: a Violência de Gênero Contra a Mulher Durante a Ocupação Japonesa na China (dez/1937-fev/1938)
metadata.dc.creator: SILVA, A. S.
Keywords: Guerra Mundial;China;Violência contra as mulheres;Japão
Issue Date: 8-Apr-2011
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SILVA, A. S., O massacre de Nanking: a Violência de Gênero Contra a Mulher Durante a Ocupação Japonesa na China (dez/1937-fev/1938)
Abstract: A Segunda Guerra Mundial no cenário do Oceano Pacífico compreende dois conflitos armados distintos, mas entrelaçados, que se desenrolaram ao longo de oito anos. São eles: a Segunda Guerra Sino-japonesa (1937-1945) e a Guerra do Pacífico (1941-1945) que, podem ser considerados como um único conflito, ou como etapas inseparáveis de uma mesma trajetória. Dentre todas as localidades situadas no delta do Rio Yangtze, onde foram travados os principais embates entre as forças chinesas e japonesas durante os dois conflitos, na cidade de Nanking ocorreu um massacre de enormes proporções, que ficou conhecido como Massacre de Nanking, e que ocorreu durante as oito semanas que se seguiram à capitulação da cidade, em 13 de dezembro de 1937. Esse evento sintetiza as arbitrariedades cometidas pelos militares japoneses durante todo o período da guerra. Estima-se que mais de 200.000 pessoas foram assassinadas e 20.000 mulheres foram estupradas. Na tentativa de contribuir para uma melhor compreensão sobre o assunto, a presente pesquisa focaliza suas atenções sobre a violência de gênero, em especial a de cunho sexual, sofridas pelas mulheres chinesas, perpetrado pelos soldados japoneses nos primeiros 67 dias da ocupação. Seu principal objetivo é verificar até que ponto essa violência decorreu das assimetrias de poder entre os gêneros, pautando-se em valores morais, preconceitos patriarcais relacionados à mulher e práticas sociais que estabeleciam uma relação desigual entre homens e mulheres, colocando essas últimas em situação de debilidade e submissão diante dos homens. A pesquisa ainda focaliza até que ponto o aspecto ideológico do massacre feminino em Nanking foi intensificado pela situação de fragilidade social e desamparo, decorrentes da falência dos aparelhos de controle e repressão. Para a realização da pesquisa optou-se por trabalhar os aspectos da história e da cultura do Japão e da China que possuíssem correlação com as relações de gênero. Com o propósito de se obter informações sobre os casos de violência perpetrados durante o massacre, foi desenvolvido um estudo quantitativo a partir dos relatos contidos nos diários e correspondências escritos por estrangeiros residentes na cidade. O exame das anotações transformou os relatos em dados, e a partir da apuração destes foi possível desvendar as especificidades da violência, produzindo estatísticas e desenvolvendo descrições dos casos e sua distribuição no tempo e no espaço.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3465
Appears in Collections:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_4680_Altino_Silveira_Silva.pdf1.52 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.