Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3483
Title: Enlaces e Desenlaces: Família Escrava e Reprodução Endógena no Espírito Santo (1790-1871)
metadata.dc.creator: RIBEIRO, G. L.
Keywords: Escravidão;Famílias escravas;Espírito Santo;Brasil Império
Issue Date: 10-Aug-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: RIBEIRO, G. L., Enlaces e Desenlaces: Família Escrava e Reprodução Endógena no Espírito Santo (1790-1871)
Abstract: A existência de famílias escravas, durante muito tempo oculta pela historiografia brasileira, já não é questionada pelos estudiosos que, atualmente, se concentram em investigar seus significados sociais, políticos e econômicos. A amplitude territorial e cronológica na qual se desenvolveu a escravidão no Brasil justifica o interesse contínuo no assunto, sobre o qual versa este trabalho. O Espírito Santo, por sua íntima relação com a escravidão e por abrigar em seu território tanto áreas produtoras de alimentos em pequenas propriedades quanto grandes fazendas agroexportadoras, constituiu locus privilegiado para a análise. A partir de inventários post-mortem, registros eclesiásticos de casamento, relatórios de presidentes da Província e censos, produzidos entre os decênios finais do período colonial e a Lei Rio Branco, responsável por libertar o ventre cativo, em 1871, procurou-se analisar a importância da reprodução endógena, isto é, da família escrava para a reprodução da sociedade escravista. O objetivo principal foi perseguido sem perder de vista a iniciativa das pessoas submetidas ao cativeiro e o jogo de interesses que envolviam os enlaces e desenlaces familiares.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3483
Appears in Collections:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_4772_.pdf1.78 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.