Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3493
Title: Juiz de Paz e Cultura Política no Início do Oitocentos (província do Espírito Santo, 1827-1842)
metadata.dc.creator: MOTTA, K. S.
Issue Date: 21-Jun-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: MOTTA, K. S., Juiz de Paz e Cultura Política no Início do Oitocentos (província do Espírito Santo, 1827-1842)
Abstract: Nos primeiros decênios do Oitocentos iniciou-se no Brasil a construção dos princípios norteadores das formas de participação política dos cidadãos no novo Estado, dentre as quais se destaca o Juiz de Paz. A Carta Constitucional de 1824 assegurou as garantias básicas desse instituto e estabeleceu sua condição eletiva, contudo a regularização das suas funções e do processo eleitoral foi delegada à Assembleia Nacional. Ao longo das décadas de 1820 e 1830 diversos diplomas legais foram criados visando à regulamentação do instituto no cenário brasileiro, como as Leis Ordinárias de 1827/1828 e o Código de Processo. O presente trabalho investiga o período inicial do juiz de paz no Império, como os políticos brasileiros pensaram a nova magistratura e como ocorreu a experiência do juiz eleito na Província do Espírito Santo. Palavras-chave: Juiz de Paz; Participação Política; Eleição; Brasil Império.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3493
Appears in Collections:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_5468_Dissertação_KatiaSausen_FINAL.pdf1.64 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.