Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3508
Title: A Construção da imagem de Otávio, Cleópatra e Marco Antônio entre moedas e poemas (44 a 27 A.c)
metadata.dc.creator: SILVA, C. F. P.
Keywords: Horácio;Representações sociais;Imagem;Moedas;Roma;Gilvan
Issue Date: 14-Apr-2014
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SILVA, C. F. P., A Construção da imagem de Otávio, Cleópatra e Marco Antônio entre moedas e poemas (44 a 27 A.c)
Abstract: A presente dissertação originou-se de um estudo sobre a maneira como Otávio, antes de obter o título de Augusto em 27 a.C., pôde ressignificar a sua imagem e tornar-se o primeiro imperador de Roma. O estudo também tratou sobre como ele construiu uma imagem estigmatizada de Cleópatra e Marco Antônio, seus rivais durante o período final da guerra civil. A partir da investigação de um recorte específico que vai de 44 (assassinato de Júlio César) a 27 a.C., data em que a historiografia convencionalmente assinala como início do Principado, analisamos o esforço de Otávio em se legitimar como um romano ideal, seguidor dos antigos costumes e restaurador dos mesmos, apoiando-se em representações imagéticas que o louvam ao mesmo tempo em que estigmatizam a rainha egípcia e Antônio. Nesse sentido, direcionamos nosso olhar para os poemas de Quinto Horácio Flaco, poeta da fase final da República que nos permite associar as imagens por ele construídas às que Otávio procurava veicular publicamente. Para resgatarmos a imagem oficial que Otávio buscou para si, investigamos também uma série de moedas que fazem referência à sua figura como filho adotivo de Júlio César, dentre outros atributos gloriosos. Também investigamos um conjunto de moedas de Cleópatra e Marco Antônio, em um esforço de reconstruir a representação que eles pretenderam para si, apresentando uma imagem diferente da que Otávio e seus apoiadores construíram para o casal. O instrumental teórico empregado na pesquisa provém dos conceitos de representação, de Roger Chartier e de poder simbólico de Pierre Bourdieu, além de discussões sobre imagem e seu uso para a consolidação de autoridades, de Gian Paolo Caprettini. Já a metodologia empregada foi a Análise de Conteúdo, de Laurence Bardin.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3508
Appears in Collections:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_5849_Camilla Dissertaçao finalizada.pdf2.45 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.