Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3575
Title: Formação Sócio-espacial da Antiga Vila Operária de Chico City, Região Metropolitana da Grande Vitória, Espírito Santo
metadata.dc.creator: RIBEIRO, R. A.
Issue Date: 17-May-2011
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: RIBEIRO, R. A., Formação Sócio-espacial da Antiga Vila Operária de Chico City, Região Metropolitana da Grande Vitória, Espírito Santo
Abstract: A dissertação é um estudo da antiga vila operária de Chico City, localizada no bairro Colina de Laranjeiras, município de Serra, um dos sete municípios que compõem a Região Metropolitana da Grande Vitória no Espírito Santo. Chico City não é denominado bairro pela prefeitura municipal, porém, por ter uma história própria, por ser lugar de vivência e de práticas cotidianas, os moradores terem habitus diferentes das demais áreas do bairro em que está inserido, Colina de Laranjeiras, consideramos Chico City como um bairro. Por outro lado, há um interesse nessa área por parte dos incorporadores imobiliários apoiados pela prefeitura municipal, pois ela se localiza nas proximidades de um importante sub-centro da região metropolitana, com considerável crescimento imobiliário e do setor terciário: o bairro Laranjeiras. O trabalho tem como objetivo analisar os efeitos de grupos diferentes habitarem o espaço do bairro Colina de Laranjeiras e como esse espaço foi modificado ao longo dos últimos anos, dando ênfase à situação de Chico City, que está inserido em uma área de expansão do mercado imobiliário. A metodologia utilizada foi principalmente revisão bibliográfica sobre os temas pertinentes, análise de documentos da administração municipal de Serra, visitas a campo e entrevistas semi-estruturadas com moradores de Chico City, das quais extraímos respostas sobre a vida cotidiana dos entrevistados, as relações de vizinhança, as mudanças no espaço-tempo de Chico City, entre outros aspectos. Também entrevistamos funcionários da prefeitura municipal de Serra. A proximidade no espaço não implica necessariamente na existência de relações de vizinhança, e estas não existem ou são superficiais entre os habitantes dos dois bairros, o que se explica pela posse de capitais econômico, social e cultural diferenciados. Além disso, há uma relação de dominação por parte da população vizinha e do poder público com Chico City, mas ao mesmo tempo, Colina de Laranjeiras não é uma vizinhança indesejada para essa população dominada, visto que eles atribuem as mudanças no bairro ao crescimento do entorno, e não à participação popular, apesar da existência dos movimentos de bairro de forma ativa. Palavras-chave: Chico City. Vila operária. Bairro. Habitus. Crescimento imobiliário.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3575
Appears in Collections:PPGGEO - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_4863_Rose.pdf16.24 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.