Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3610
Title: VULNERABILIDADE Ambiental da Planície Costeira de Caravelas (bahia): uma Proposta Geossistêmica. Elaborada Por Sírius Oliveira Souza Candidato ao Grau de Mestre em Geografia,
metadata.dc.creator: SOUZA, S. O.
Issue Date: 19-Dec-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SOUZA, S. O., VULNERABILIDADE Ambiental da Planície Costeira de Caravelas (bahia): uma Proposta Geossistêmica. Elaborada Por Sírius Oliveira Souza Candidato ao Grau de Mestre em Geografia,
Abstract: A pressão de uso sobre as zonas costeiras no mundo todo e os seus efeitos sobre o equilíbrio dos ecossistemas têm sido um assunto,frequentemente, abordado na mídia e sobretudo na literatura científica. Uma das maiores preocupações relaciona-se à velocidade com que esta pressão ocorre e a lenta efetivação das medidas propostas pela pesquisa científica. Tal situação leva os planejadores a optarem por abordagens sistêmicas de gerenciamento dos recursos naturais, ao procurarem sintetizar a informação científica para desenvolver modelos de estudos costeiros integrados. A partir destes estudos, objetivar-se-à neste trabalho analisar a vulnerabilidade ambiental da Planície Costeira de Caravelas, no estado da Bahia (Brasil), por meio de técnicas de geoprocessamento e sensoriamento remoto em um Sistema de Informação Geográfica (SIG), e ainda, disponibilizar uma ferramenta de apoio à tomada de decisão para o planejamento territorial e ambiental. Sob a visão sistêmica, procurou-se caracterizar os principais tipos de uso e ocupação da terra nos últimos vinte e nove anos, sendo que para a realização plena de tal caracterização, foram também analisados os geofácies presentes na Planície Costeira de Caravelas que, ao abrangerem também a evolução antrópica, sinalizaram a alteração do ambiente como um todo. Por fim, nesta pesquisa foram originados índices de vulnerabilidade ambiental a partir da integração das características geológicas, pedológicas, clinográficas e de uso e ocupação da terra. As classes que apresentam vulnerabilidade muito alta e alta incluem os manguezais, as várzeas flúviolagunares, os terraços arenosos recobertos pelo geofácie de Mata Seca de Restinga e a linha de costa. Na classe que apresenta vulnerabilidade ambiental média estão incluídos os tabuleiros costeiros, recobertos pelo geofácies de cultivos. O mapa de vulnerabilidade ambiental produzido permitiu a compreensão dos diferentes graus de vulnerabilidade de cada unidade mapeada frente a determinas pressões antrópicas, podendo ser utilizado como instrumento de gestão costeira para o ordenamento local e regional. Palavras chave: geomorfologia costeira; geofácies; uso e ocupação da terra; Bahia.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3610
Appears in Collections:PPGGEO - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_7355_sirius20140530-110510.pdf14.05 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.