Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3650
Title: Paixões transvaloradas: o primado do afeto no pensamento de Nietzsche.
metadata.dc.creator: OLEARE, A. M.
Keywords: Afeto - Paixão - Nietzche
Issue Date: 16-Jun-2011
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: OLEARE, A. M., Paixões transvaloradas: o primado do afeto no pensamento de Nietzsche.
Abstract: Seguindo a indicação nietzschiana de que a metafísica opera no sentido moral de desnaturalização e espiritualização das paixões, lançando-as ao reino do mal a ser universalmente combatido pelas instituições formadoras dos valores comuns e controladoras do ser e do agir religião, ciência, filosofia , tratarei aqui de abordar o desmascaramento da metafísica produzido pela tematização das paixões em Assim falou Zaratustra. Para tanto, tomo como base, sobretudo, o discurso Das alegrias e das paixões, ao qual outros também vêm se juntar. Pensando negar as paixões em favor do conhecimento conceitual-representativo referido à racionalidade, à consciência , os metafísicos divinizam a verdade, impedindo-se, assim, a investigação acerca do valor da verdade, isto é, dos elementos que, para além do que poderia ser a natureza da verdade, fundamentam a relação que eles próprios, enquanto criadores de suas filosofias, têm com a verdade. A perseguição às paixões é, pois, a paixão diretora dos metafísicos. Sintoma de uma pulsão dominante provém ela de ordens intransparentes, inconscientes, afetivas, apaixonadas. Contrária à tradição dualista racionalista e subjetivista , a filosofia de Nietzsche equipara vida e paixão, identificando na dimensão afetiva o motor da atividade humana, incluindo-se aí o pensamento.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3650
Appears in Collections:PPGFIL - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_4917_Adolfo.pdf645.49 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.