Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3747
Title: Análise Acústico-Comparativa de Vogais Do Português Brasileiro com Vogais do Inglês Norte-Americano
metadata.dc.creator: MIRANDA, I. N.
Keywords: Fonética acústica;Sistema vocálico;Dialeto capixaba
Issue Date: 11-May-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: MIRANDA, I. N., Análise Acústico-Comparativa de Vogais Do Português Brasileiro com Vogais do Inglês Norte-Americano
Abstract: O estudo verifica as características acústicas dos sistemas vocálicos do português brasileiro (PB) e do inglês americano (IA). Propõe-se estabelecer parâmetros de comparação entre as vogais do português brasileiro, do dialeto capixaba, e do inglês americano, do dialeto de Kansas, bem como observar distinções e coincidências no que se refere às suas qualidades acústicas. Outro objetivo é a descrição acústica das vogais orais tônicas da fala capixaba e sua comparação com os sistemas de outras cinco capitais brasileiras, bem como a comparação entre gêneros. Do ponto de vista acústico, as vogais podem ser caracterizadas pelas frequências de seus formantes, resultados das diferentes formas assumidas pelo trato vocal. As vogais são mais comumente descritas pela altura e anterioridade da língua no momento de sua realização, dado que o arredondamento não se estabelece como um traço distintivo para as línguas estudadas. Porém, devido à grande dificuldade em se descrever a posição da língua no momento de realização de uma vogal, para uma descrição ainda mais apurada da qualidade das vogais se faz necessária a observação das distâncias apresentadas entre as vogais que compõem o repertório fonético de determinado falante. Essas distâncias podem ser estimadas pelas medidas acústicas de cada vogal quando plotadas no gráfico de frequências dos formantes F1xF2. As medidas das frequências dos dois primeiros formantes refletem a posição dos articuladores no momento de realização da vogal. Os informantes brasileiros e americanos pertencem à faixa etária dos 20 aos 40 anos, com curso superior completo ou por concluir. Os informantes brasileiros são capixabas nascidos e criados na cidade de Vitória e os informantes americanos nasceram no estado de Kansas e são moradores da cidade de Lawrence. O corpus foi obtido por meio de gravações de leituras de frases veículo contendo as palavras com as vogais a serem investigadas. As frases foram gravadas em sequência aleatória, repetidas dez vezes para cada vogal. As palavras foram escolhidas de modo a apresentarem um ambiente fonético similar, para que as influências dos sons vizinhos não comprometessem a análise das vogais. As análises das frequências dos primeiro e segundo formantes (F1 e F2) foram feitas através do programa Akustyk/Praat. Os resultados encontrados a partir da comparação entre o IA e o PB poderão contribuir com os estudos de Linguística Aplicada voltados para o ensino de língua estrangeira e a descrição do sistema capixaba vem a acrescentar na composição do panorama que define o dialeto capixaba.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3747
Appears in Collections:PPGEL - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_5637_Dissertação Irma Iunes20131112-155752.pdf1.88 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.