Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3748
Title: Descrição Fonética e Fonológica do Pomerano Falado no Espírito Santo
metadata.dc.creator: SCHAEFFER, S. C. B.
Keywords: Língua de imigração;Pomerano;Fonética;Fonêmica
Issue Date: 15-Jun-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SCHAEFFER, S. C. B., Descrição Fonética e Fonológica do Pomerano Falado no Espírito Santo
Abstract: O estado do Espírito Santo recebeu imigrantes advindos da extinta Pomerânia, que compreendia partes das atuais Alemanha e Polônia, a partir de 1859 e se dirigiram para a Colônia de Santa Leopoldina. Atualmente, os descendentes de pomeranos estão concentrados em quatorze municípios capixabas formando uma área contígua que abrange a região serrana ao norte do estado (TRESSMANN, 2005). Esses descendentes ainda preservam traços culturais e a língua dos antepassados, tanto que muitos aprendem o português posteriormente, em idade escolar. Apesar de ser muito falado em vários municípios capixabas, o pomerano não possui descrição linguística satisfatória. Sendo assim, surge o interesse em descrever o sistema fonético dessa língua, no intuito de compreender a sua organização sonora e, posteriormente, inferir sobre possíveis processos de transferência de traços fonéticos do pomerano para o português entre os falantes bilíngues. Para a realização dessa pesquisa, adotamos o modelo fonêmico de Pike (1947), de base estruturalista. O corpus é constituído de 600 palavras isoladas entre quatro falantes (um homem e três mulheres) que possuem o pomerano como Língua Materna, residentes no município de Santa Leopoldina/ES. Os fones consonantais e vocálicos foram distribuídos em uma tabela fonética, seguindo a classificação articulatória. Em seguida, os fonemas foram definidos e fez-se uma análise da estrutura silábica dessa língua de imigração. Por fim, fez-se necessário uma análise acústica das oclusivas surdas e sonoras do pomerano. Concluiu-se que essa língua possui 18 fonemas consonantais e 13 fonemas vocálicos, bem como as oclusivas surdas possuem aspiração e as sonoras possuem um índice médio de VOT próximo às oclusivas surdas do Português Brasileiro.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3748
Appears in Collections:PPGEL - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_5638_Dissertação Shierlei Conceição20131107-155452.pdf1.27 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.