Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3751
Title: Os falares da Bahia e do Espírito Santo : implicações sob os aspectos dialetológicos
metadata.dc.creator: Aurélio, Renato Pereira
Keywords: Dialetologia;Geografia linguística;Lexicologia;Língua portuguesa - Português falado - Atlas - Bahia;Língua portuguesa - Português falado - Atlas - Espírito Santo (Estado)
Issue Date: 28-Aug-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: Este estudo, de natureza dialetológica, é realizado no âmbito da Geografia Linguística. Desse modo, é feita uma abordagem sobre a constituição da Dialetologia, com ênfase nos estudos implementados no Brasil, evidenciando-se o período pré-geolinguístico e as quatro fases dos estudos dialetais no país, todos fundamentais para a proposição do Projeto ALiB. O estudo apresenta um panorama sobre os atlas linguísticos brasileiros publicados e em andamento no Brasil, dentre os quais, o Atlas Prévio dos Falares Baianos (APFB) e o Atlas Linguístico do Espírito Santo (ALES), cujas cartas são cotejadas, para verificação das possíveis influências da Bahia sobre o Espírito Santo. Considerando-se que o estudo se baseia na análise das cartas lexicais dos atlas supracitados, bem como, de outros que registram as lexias selecionadas, discute-se um pouco sobre a relação entre léxico e cultura. Há uma breve descrição sobre a constituição do estado do Espírito Santo, seu processo de colonização e povoamento. A hipótese do estudo baseia-se nos postulados de Zágari (2005), que constata a ocorrência do falar baiano ao norte de Minas Gerais e de Rodrigues (2008), que discute sobre a possibilidade de rever a classificação feita por Nascentes (1953) para os dialetos brasileiros, ao verificar a ocorrência de lexias citadas por Rossi (1963) em solo capixaba. Na análise e discussão, são apresentados os resultados do cotejamento oito pares de cartas lexicais adaptadas do APFB (ROSSI, 1963) e do ALES (RODRIGUES, 2008), sendo que cinco pares revelam a ocorrências comuns a outros atlas e três pares caracterizam uma possível influência baiana nos falares capixabas.
This study consists on a research in the area of dialects conducted within the Linguistic Geography. Thus it is made an approach about the constitution of Dialectology, with emphasis on studies implemented in Brazil, in the period pregeolinguistic and the four phases of dialect studies in the country, all of them fundamental to the proposition of the Project Alib. The study provides an overview of the Brazilian linguistic atlas published and in progress in Brazil, including the Atlas of Early “Baianos” Speeches (APFB) and the Linguistic Atlas of the Espírito Santo State (ALES), whose letters are compared to check the possible influence of Bahia on the other state. Considering that the study is based on an analysis of the letters of lexical atlas mentioned, as well as others which record the lexias selected, it is also discussed a little about the relationship between lexicon and culture. There is a brief description of theconstitution of Espírito Santo State, the process of colonization and settlement. The hypothesis of the study is based on Zagari’s postulates (2005), which notes the occurrence of speeches from Bahia in north of Minas Gerais and Rodrigues (2008), who discusses the possibility of revising the classification made by Nascentes (1953) to the Brazilian dialects, verifying the occurrence of lexias mentioned by Rossi (1963) in Espírito Santo territory. In the analysis and discussion are presented the results of the comparison of eight pairs of lexical letters adapted from APFB (ROSSI, 1963) and ALES (RODRIGUES, 2008), considering that five pairs reveal the common occurrences in other atlas and three pairs characterize a possible “Bahiana” influence in the speech of Espirito Santo natives.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3751
Appears in Collections:PPGEL - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_5843_Dissertação Renato Aurelio.pdf3.12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.