Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3792
Title: O ditongo nasal tônico -ão falado por ítalo-descendentes de Santa Maria do Engano/ES : uma análise sociolinguística
metadata.dc.creator: Meneghel, Sílvia Ângela Pícoli
Keywords: Sociolinguística;Língua portuguesa - Ditongos;Fonética;Contato linguístico;Fonologia;Italianos - Espírito Santo (Estado);Espírito Santo (Estado) - Migração
Issue Date: 17-Jul-2015
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: O estado do Espírito Santo recebeu milhares de imigrantes italianos nos últimos vinte e cinco anos do século XIX. A presença desses imigrantes e o contato linguístico daí surgido deixaram marcas na língua falada pelos atuais descendentes, especificamente onde os dois sistemas linguísticos se diferenciam. Dessa forma, este estudo busca descrever a variação da pronúncia do ditongo tônico nasal -ão na fala dos descendentes de imigrantes italianos da comunidade de Santa Maria do Engano, em Alfredo Chaves, Espírito Santo. Tendo em mente a importância de se analisar um fenômeno linguístico vinculando-o ao seu contexto social, além das peculiaridades de nosso objeto de estudo, tomamos por referencial teórico, nesta pesquisa: 1) a Sociolinguística, especificamente a Teoria da Variação e Mudança Linguística, mas também lançando mão de temas concernentes ao Contato Linguístico; e 2) a Fonética e a Fonologia. Nosso corpus constitui-se de 40 entrevistas sociolinguísticas com moradores de Santa Maria do Engano, por meio das quais obtivemos 1956 dados. O Programa Goldvarb X (SANKOFF, TAGLIAMONTE e SMITH, 2005) selecionou como significativas as variáveis sociais idade, escolaridade e sexo/gênero, e as variáveis linguísticas extensão do vocábulo e contextos precedente e seguinte ao ditongo. Como resultados, temos que a pronúncia do ditongo tônico nasal -ão com influência do vêneto é favorecida por: a) vocábulos de mais de uma sílaba; b) contextos precedente e seguinte, pela consoante posterior e pela pausa, respectivamente; e c) pelos informantes idosos, do gênero masculino e com baixo nível de escolaridade.
The state of Espírito Santo received thousands of Italian immigrants in the last twenty-five years of the nineteenth century. The presence of these immigrants and the language contact from there emerged have left marks on the language spoken by descendants today, specifically where the two linguistic systems differ from each other. Thus, this study seeks to describe the variation in the pronunciation of the nasal diphthong tonic –ão into the speech of the descendants of Italian immigrants from the community of Santa Maria do Engano in Alfredo Chaves, Espírito Santo. Bearing in mind the importance of analyzing a linguistic phenomenon linking it to its social context, in addition to the peculiarities of our object of study, we take as theoretical framework in this research the Sociolinguistics, specifically the Theory of Variation and Change Linguistics, but also considering themes concerning Language Contact. We support even in phonetics and phonology studies. Our corpus consisted of 40 sociolinguistic interviews with residents of Santa Maria do Engano, from which we obtained 1956 data. The Goldvarb X Program (SANKOFF, TAGLIAMONTE and SMITH, 2005) selected as significant the social variables age, education level and sex, and as linguistic variables, the extension of the term and the preceding and following contexts of the diphthong. Our results, considering the pronunciation of the nasal diphthong tonic -ão with the Venetian influence, pointed as favoring factors: a) words with more than one syllable; b) subsequent consonant on the previous preceding context; c) the pause, for the following context; and d) the elderly informants, male and with low educational level.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3792
Appears in Collections:PPGEL - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_9037_DISSERTAÇÃO FINAL SÍLVIA PICOLI .pdf2.63 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.