Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3866
Title: Estimativa de cargas poluidoras na Baía de Vitória, ES, com uso de sistemas de informações geográficas e sensoriamento remoto.
metadata.dc.creator: MORAIS, A. C.
Issue Date: 30-Jun-2008
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: MORAIS, A. C., Estimativa de cargas poluidoras na Baía de Vitória, ES, com uso de sistemas de informações geográficas e sensoriamento remoto.
Abstract: O objetivo principal do presente trabalho foi utilizar técnicas de sistemas de informações geográficas e sensoriamento remoto para estimar a carga poluidora gerada pelos municípios de Vitória e Serra, que pode chegar à baía de Vitória e canal da Passagem, visando auxiliar o gerenciamento da qualidade de suas águas. Também foi determinada a distribuição temporal desses lançamentos, uma vez que os mesmos sofrem influência da maré. A quantificação da carga de esgotos sanitários foi baseada em dados populacionais do Censo 2000 do IBGE, em dados de domicílios atendidos por redes de abastecimento de água da CESAN e em dados de renda média familiar. Dentre os métodos de cálculo de carga de DBO5 avaliados, os mais satisfatórios foram os fundamentados em dados da literatura e de renda média familiar. As análises laboratoriais das amostras de água coletadas, em dias sem incidência de pluviosidade, em alguns dos principais pontos de lançamento de esgotos sanitários na baía de Vitória e canal da Passagem, mostraram uma variação periódica, com ciclo semi-diurno controlado pela maré, no aporte de esgotos sanitários nesses locais. Os seguintes parâmetros foram analisados: salinidade, nitrogênio amoniacal, fósforo total, coliformes termotolerantes e Escherichia coli. Os mapas de uso e ocupação do solo de algumas das principais bacias de drenagem do município de Vitória foram elaborados com o auxílio de imagens dos satélites Spot e Ikonos, dos aplicativos Erdas Imagine 9.1 e ArcGis 9.2, além de dados cartográficos obtidos junto ao IEMA, IBGE e CESAN. A taxa de urbanização do solo está diretamente relacionada às cargas de constituintes do esgoto sanitário, pois, quanto maior a área urbanizada, maior tenderão a ser essas cargas. Os resultados obtidos poderão auxiliar o gerenciamento costeiro da baía de Vitória e canal da Passagem, por meio do controle da poluição hídrica, favorecendo usuários diretos e indiretos dessa região, bem como, contribuirá com a produção de conhecimento científico que poderá orientar a formulação de ações de intervenção, as tomadas de decisões e o planejamento urbano nos municípios de Vitória e Serra
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3866
Appears in Collections:PPGEA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_2608_DISSERTAÇÃO_ANDRÉA CASTRO DE MORAIS.pdf3.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.