Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3878
Title: "Tratamento de água de chuva através de filtração lenta e desinfecção UV"
metadata.dc.creator: BASTOS, F. P.
Issue Date: 30-Jul-2007
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: BASTOS, F. P., "Tratamento de água de chuva através de filtração lenta e desinfecção UV"
Abstract: Diante de problemas de escassez de água na atualidade, o uso de fontes alternativas de suprimento é citado como solução para a conservação de água. Dentre essas fontes destaca-se o aproveitamento de água de chuva, que se caracteriza por ser uma solução simples e barata para se preservar água potável. Dentro deste contexto, esta pesquisa promoveu uma caracterização da água da chuva, viabilizando um sistema de tratamento desta água que tenha menor demanda operacional possível e que contribua para melhorar a qualidade de vida de populações que não têm acesso à água potável, com o menos impacto possível ao meio ambiente. Este trabalho estabelece as diretrizes para a concepção e elaboração de um projeto de abastecimento de água, onde o tratamento será através de Filtros Lentos e desinfecção ultravioleta, uma vez que a cloração método mais tradicional demanda um custo operacional mais elevado e também é rejeitada por algumas comunidades, devido ao sabor conferido à água clorada. Para a captação da água da chuva utilizaram-se os telhados dos prédios localizados no Parque Experimental do Núcleo Água, que foram construídos com telha metálica e possuem área de projeção total de, aproximadamente, 180m². Anexo ao prédio construiu-se um sistema de armazenamento e tratamento da água da chuva, composto por dois filtros lentos verticais e lâmpadas ultravioleta. A caracterização foi realizada através de 15 análises físico-químicas e microbiológicas semanais: temperatura, pH, turbidez, cor verdadeira, sólidos suspensos, dissolvidos e totais, acidez, alcalinidade, dureza, cloretos, coliformes termotolerantes, coliformes totais e Escherichia coli, sendo que as três primeiras eram realizadas diariamente. Foi analisada a água de chuva sem tratamento, após passagem pelos filtros lentos com diferentes taxas de filtração (4, 6 e 8 m3/m2.dia) e após passagem pela desinfecção uv, com intensidade média de 0,57 mW/cm2. A água de chuva analisada pode ser classificada de acordo com o CONAMA 357/05 como classe 1 e de acordo com a NBR 12.216/92 como tipo B, sendo necessária em ambas classificações um tratamento para potabilização. A qualidade da água de chuva, após filtração lenta, em relação à Portaria 518/04, do Ministério da Saúde, foi, em geral, satisfatória, porém, é necessária desinfecção para ser considerada potável. A radiação uv apresentou boa eficiência na remoção dos microorganismos estudados, sendo portanto, própria para consumo humano.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3878
Appears in Collections:PPGEA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_2637_Fernanda_Dissertação completa.pdf2.33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.