Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3879
Title: "Ensaios de biodegradabilidade aeróbia de hidrocarbonetos derivados do petróleo em solos"
metadata.dc.creator: PEDROTI, G. I.
Issue Date: 29-Jun-2007
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: PEDROTI, G. I., "Ensaios de biodegradabilidade aeróbia de hidrocarbonetos derivados do petróleo em solos"
Abstract: A poluição ambiental causada por derramamentos e vazamentos de petróleo e seus derivados têm sido um grande motivo de preocupação com o Meio Ambiente. Com o objetivo de recuperar o Meio Ambiente da poluição sofrida por estes acidentes, este trabalho se propôs a isolar e caracterizar microrganismos com capacidade de biodegradação de hidrocarbonetos de petróleo em ambiente terrestre. A pesquisa obteve 19 isolados, os quais foram analisados através do sistema manual, baseado no método respirométrico de Bartha (modificado), descrito pela NBR 14.283 (1999) pela literatura por meio da condutivimetria, que determina a atividade microbiológica pela geração de gás carbônico e, indiretamente, a biodegradação de contaminantes do solo. A pesquisa foi realizada em três ensaios. No primeiro ensaio foi avaliada a capacidade de biodegradação das 19 cepas isoladas, tendo areia e vermiculita como substrato. O segundo ensaio avaliou 4 cepas (1, 2, 13 e 14) com quatro hidrocarbonetos (A, B, C e D), formando assim 16 tratamentos em forma matricial, tendo areia e vermiculita como substrato, e objetivando avaliar a especificidade das cepas isoladas. O terceiro ensaio envolveu 2 cepas (1 e 14) com 4 hidrocarbonetos (A, B, C e D), em forma matricial, utilizando solos arenoso e argiloso objetivando avaliar as possíveis diferenças de biodegradação nos solos. As cepas avaliadas apresentaram potencial de biodegradação dos hidrocarbonetos derivados de petróleo. A anáise de biodegradação foi realizada por meio da liberação de gás carbônico gerado pelas bactérias no sistema respirométrico. Os dados foram ajustados de acordo com o cálculo da taxa de biodegradação proposto pela cinética química. Foram observados valores de até 32% de biodegradação de hidrocarbonetos em um período de 15 dias, considerando o modelo de biodegradação proposto por Firme (2005). A taxa de biodegradação apresentou variações de acordo com tipo de composto orgânico e a cepa isolada utilizados nos tratamentos de cada ensaio.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3879
Appears in Collections:PPGEA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_2638_Dissertação.pdf1.69 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.