Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4350
Title: Notas sobre os confrontos de junho de 2013 no Brasil: causas prováveis, significados em disputa, possibilidades históricas
metadata.dc.creator: ANDRADE, F. M.
Keywords: Manifestações de junho de 2013;Confronto político;Ações c
Issue Date: 10-Aug-2015
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: ANDRADE, F. M., Notas sobre os confrontos de junho de 2013 no Brasil: causas prováveis, significados em disputa, possibilidades históricas
Abstract: Junho de 2013 entrou para história política brasileira como o mês das manifestações mais espontâneas, massivas e catárticas que o país já experimentou até o presente momento. Um mês de enormes surpresas parecendo caminhar na contramão de toda a ordem e expectativa social. Esta pesquisa tem como objetivo somar na compreensão e explicação dos motivos, significados e desdobramentos daqueles protestos, ainda tão recentes, ciente, pois dos riscos desta análise. Falamos de manifestações difusas e, por vezes, contraditórias que se espraiaram por centenas de cidades brasileiras com as ruas tomadas por milhões de pessoas. Para tanto, a categoria "confronto" é escolhida abrindo a possibilidade de se pensar os protestos nem como movimentos sociais nem como revolucionários, mas como "ciclos de confrontos", em acordo com Tarrow, McAdam e Tilly. Elegemos, também, a discussão acerca dos significantes "vazios" e dos significados em disputa, com base em Chantal Mouffe, Ernesto Laclau e Íris Young ao trazer a ideia de "perspectivismo" na análise do social. Inspirada em Max Weber, a pesquisa propõe o reexame do processo de abertura e redemocratização da sociedade brasileira chamada de Nova República, explicitando conexões entre tais eventos, que incluem os governos de FHC e a chamada "era Lula", e as motivações que possibilitaram os eventos de junho de 2013, mediante recursos de construção de tipologias; ao mesmo tempo em que buscamos identificar as possibilidades históricas abertas. Defendemos, a par de outros apontamentos, acerca da incapacidade do Estado brasileiro, em seus vários níveis, desde a redemocratização até os protestos, em efetivar um modelo de bem-estar prometido na Constituição Cidadã de 1988, bem como a configuração de um sistema político que permitiu a persistência de práticas e lógicas políticas não compatíveis com as expectativas sociais como produtoras das condições para os conturbados eventos de junho de 2013. Tais eventos acabaram marcados por confrontos e polarizações que, ao desestabilizar o sistema político, tem provocado efeitos de realinhamento de caráter conservador da sociedade e da política em que pesem intenções originais de alguns agentes. Todavia, o projeto de sociedade continua em aberto e em disputa, trazendo para o palco da democracia o conflito entre antigas e novas subjetividades, com relevância para a mídia tradicional e as alternativas.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4350
Appears in Collections:PPGCSO - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_9110_Dissertação final Felipe Moura de Andrade - C. Sociais.pdf1.85 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.