Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4359
Title: SISTEMÁTICA DOS PRISTOCERINAE (HYMENOPTERA, BETHYLIDAE) COM PARÂMEROS DUPLOS
metadata.dc.creator: GOBBI, F. T.
Keywords: Palavras- chave: Caloapenesia;Gênero nov;Pseudisobrachium;
Issue Date: 22-Feb-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: GOBBI, F. T., SISTEMÁTICA DOS PRISTOCERINAE (HYMENOPTERA, BETHYLIDAE) COM PARÂMEROS DUPLOS
Abstract: Pristocerinae são amplamente distribuídos desde os trópicos até as regiões temperadas do mundo, sendo atualmente compostos por 19 gêneros e cerca de 800 espécies. Estudos cladísticos mostram que Pristocerinae são monofiléticos, no entanto, a classificação de alguns gêneros ainda permanece inconsistente e as relações internas entre os mesmos não conhecidas. Caloapenesia Terayama, 1995, e Pseudisobrachium Kieffer, 1904 são os únicos gêneros de Pristocerinae que apresentam parâmeros duplos. Terayama (1996) analisou os gêneros de Pristocerinae cladisticamente, mas não investigou a fundo a presença de parâmeros duplos como uma possível sinapomorfia para a relação entre Caloapenesia e Pseudisobrachium. Terayama (1996) apresentou Pseudisobrachium como grupo-irmão de Protisobrachium e juntos formando um clado com Neoapenesia Terayama, 1995 suportado por apresentar notáulices ausentes ou indistintas e hipopígio com três hastes. Entretanto, estes caracteres são encontrados em outros gêneros da subfamília, e não foram investigados alguns caracteres diagnósticos destes três gêneros. No estudo de Terayama (1996), o hipopígio de Caloapenesia foi interpretado como tendo apenas uma haste, embora o próprio autor do gênero, em 1995, tenha ilustrado as hastes laterais inconspícuas, indicando que este gênero compartilharia uma das sinapomorfias do clado rotisobrachium+Pseudisobrachium+Neoapenesia. Neoapenesia também apresenta uma projeção apical no basiparâmero, que pode ser homóloga ao segundo parâmero de Caloapenesia e Pseudisobrachium, mas este caráter não havia sido descrito para o gênero e não foi analisado na única análise cladística feita para a subfamília. Além da falta de delimitação cladística, a maioria dos gêneros de Pristocerinae tem menos de dez espécies descritas, e é conhecida restrita às regiões Afrotopical e Oriental. Caloapenesia tem atualmente apenas três espécies válidas descritas e é restrito à região Oriental. Muitos de seus caracteres considerados diagnósticos são compartilhados por outros gêneros, e alguns caracteres não haviam sido observados para o táxon. Os objetivos deste trabalho foram revisar taxonomicamente Caloapenesia; descrever um gênero novo com parâmero duplo; investigar a homologia do parâmero duplo dos três gêneros de Pristocerinae que o possuem; investigar a homologia entre a projeção de Neoapenesia com o parâmero duplo de Caloapenesia e Pseudisobrachium; testar a monofilia e investigar as possíveis relações de parentesco destes gêneros.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4359
Appears in Collections:PPGBAN - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_6327_Fernanda Tonini.pdf22.66 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.