Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4480
Title: Avaliação da Expressão JMJD1A como Marcador Molecular de Prognóstico em Pacientes com Carcinoma Epidermoide Oral e de Orofaringe
metadata.dc.creator: MAIA, L. L.
Issue Date: 21-Feb-2014
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: MAIA, L. L., Avaliação da Expressão JMJD1A como Marcador Molecular de Prognóstico em Pacientes com Carcinoma Epidermoide Oral e de Orofaringe
Abstract: Câncer escamoso de cabeça e pescoço (CECP) é o sexto tipo de tumor mais comum no mundo. Surgem aproximadamente 600.000 novos casos e 300.000 mortes ocorrem no mundo anualmente. A proteína JMJD1A é uma desmetilase de histona tendo um importante papel na regulação epigenética do DNA e está relacionada ao desenvolvimento e prognóstico de diversos tipos de tumores. O objetivo do trabalho foi associar a expressão da proteína JMJD1A com características clinicopatologicas, prognósticas e a sobrevida de pacientes com câncer de cabeça e pescoço. A análise foi realizada por meio da avaliação de lâmina de tissue microarray corada pela técnica de imuno-histoquímica. A análise foi feita pela avaliação positiva ou negativa da proteína, com nível fraco ou forte desta expressão nos casos em que a proteína estava presente. A expressão da proteína foi diferencialmente significante nas localizações núcleo e citoplasma. A expressão nuclear e citoplasmática mostrou relação com a presença de linfonodos acometidos e a expressão citoplasmática mostrou relação com o infiltrado inflamatório e tamanho do tumor. Na análise multivariada, os linfonodos mostraram relação com a expressão da proteína no núcleo e no citoplasma, mas também mostraram associação com o tamanho do tumor. O nível da expressão da proteína no núcleo mostrou significância com a recidiva geral. Na análise multivariada a recidiva geral e o óbito tiveram relação com o nível da expressão da proteína no núcleo. Além disso, o óbito mostrou associação com o estadiamento do tumor. A sobrevida doença específica teve relação com o nível da expressão no núcleo e com o estadiamento tumoral. Dessa forma, podemos sugerir a utilização da proteína JMJD1A como marcador de prognóstico para pacientes com carcinoma de cabeça e pescoço. No entanto, estudos com populações maiores devem ser feitos em câncer de cabeça e pescoço e em outros tipos de tumor, para validação e utilização na rotina clínica.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4480
Appears in Collections:PPGBIO - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_7412_Dissertação_Lucas Maia.pdf1.71 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.