Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4534
Title: PATOTIPOS DE Escherichia coli DIARREIOGÊNICA EM CRIANÇAS QUILOMBOLAS COM E SEM DIARRÉIA, DO NORTE DO ESPÍRITO SANTO.
metadata.dc.creator: LOZER, D. M.
Keywords: Patotipos de E;coli diarreiogênica;comunidade quilombola;
Issue Date: 27-May-2011
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: LOZER, D. M., PATOTIPOS DE Escherichia coli DIARREIOGÊNICA EM CRIANÇAS QUILOMBOLAS COM E SEM DIARRÉIA, DO NORTE DO ESPÍRITO SANTO.
Abstract: A diarréia permanece como importante problema de saúde pública especialmente em crianças pertencentes às famílias de baixo nível sócio-econômico em países em desenvolvimento, particularmente no Brasil. As cepas de Escherichia coli diarreiogênicas (DEC) estão entre os principais agentes infecciosos bacterianos de diarréia infantil. Seis patotipos de DEC são descritos: E. coli enteropatogênica (EPEC), E.coli enteroinvasora (EIEC), E. coli enterotoxigênica (ETEC), E. coli produtora de toxina de Shiga (STEC), E. coli enteroagregativa (EAEC) e E. coli de aderência difusa (DAEC). A detecção de DEC tem sido facilitada pelos ensaios em cultura de células bem como por sondas específicas de DNA para cada patotipo de E. coli e usada em ensaios de hibridização. O objetivo deste estudo foi investigar a presença de cepas de DEC, em crianças menores de 12 anos residentes em Comunidades Quilombolas localizadas nos municípios de São Mateus e Conceição da Barra-ES. Foram analisadas 425 amostras de fezes de crianças com (n=106) e sem (n=319) diarréia, coletadas entre agosto de 2007 e dezembro de 2009. As fezes foram semeadas em ágar MacConkey e Hektoen, para isolamento de E. coli, Salmonella spp. e Shigella spp. e posterior identificação bioquímica. Todas as cepas de E. coli foram submetidas aos ensaios de PCR monoplex e multiplex para detecção de: tEPEC (eaeA, bfpA), aEPEC (eaeA), EAEC (CVD432), ETEC (lt e/ou st), EIEC (ipaH) e STEC (stx1 e/ou stx2). As cepas isoladas de E. coli também foram submetidas à hibridização de colônia com sondas eae, pAA e afaBC, e ainda, ao teste de adesão a células HEp-2 para identificação dos padrões de aderência AL, AD e AA. E. coli e Shigella spp. foram isoladas de 90% e 1,4%, respectivamente, e nenhum caso de Salmonella spp. foi encontrado nas crianças. O patotipo mais prevalente foi EAEC (43,9%), seguido pela DAEC (18,1%), aEPEC (13,1%), ETEC (2,3%), tEPEC (0,8%), EIEC (0,5%) e nenhuma caso de STEC foi detectado. Das 168 amostras de EAEC com AA, 40,5% foram detectadas por PCR para CVD432 e 25,6% reagiram com a sonda pAA. A sonda afaBC detectou 52,9% dos 69 casos de DAEC. Dentre os patotipos de DEC, somente a DAEC foi significantemente associada à diarréia, 23,6% no grupo diarréia e 13,8% no controle (p=0,022). As infecções mistas foram comuns e também significantemente associadas a crianças com diarréia (p=0,0018). Palavras-chave: Patotipos de E. coli diarreiogênica, comunidade quilombola, prevalência, estudo caso-controle, adesão em células, PCR, hibridização de colônias.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4534
Appears in Collections:PPGDI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_4884_.pdf3.09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.