Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4569
Title: DESENVOLVIMENTO E PADRONIZAÇÃO DE UM MÉTODO PARA DETERMINAÇÃO DA SENSIBILIDADE DO Mycobacterium tuberculosis A FÁRMACOS CONTRA TUBERCULOSE.
metadata.dc.creator: CASTELLANI, L. G. S.
Keywords: Mycobacterium tuberculosis;escarros;antimicrobianos
Issue Date: 22-Aug-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: CASTELLANI, L. G. S., DESENVOLVIMENTO E PADRONIZAÇÃO DE UM MÉTODO PARA DETERMINAÇÃO DA SENSIBILIDADE DO Mycobacterium tuberculosis A FÁRMACOS CONTRA TUBERCULOSE.
Abstract: A resistência a fármacos antituberculose tem constituído uma grande ameaça ao controle da tuberculose em âmbito mundial. A sua detecção precoce permite ao médico instituir um esquema de tratamento mais adequado ao paciente e consequentemente quebrar a cadeia de transmissão dos bacilos. Os testes de sensibilidade a antimicrobianos atuais, embora eficientes, são caros e/ou demorados e/ou trabalhosos. Com base nesta premissa, nos propusemos a desenvolver e padronizar um método fenotípico direto para determinação da sensibilidade do Mycobacterium tuberculosis a antimicrobianos de primeira linha do tratamento da tuberculose. Para o desenvolvimento deste novo teste, utilizaram-se os princípios do método das proporções e do exame de cultura pelo método de OgawaKudoh. O estudo foi dividido em duas fases. A primeira, caracterizada pelo desenvolvimento e padronização do método proposto e a segunda, pela análise da concordância entre o método desenvolvido e o método do MGIT (padrão-ouro). Na primeira fase, foram realizados diversos ensaios para definir: os volumes de absorção e de liberação de líquidos de diferentes tipos de swab, o meio de cultura, as concentrações dos antimicrobianos e o tempo de leitura/interpretação das culturas. Além disso, foi verificado se a amostra deveria ou não ser diluída. Com base nos resultados destes ensaios, padronizou-se o método com: swab comercial, em meio de cultura Ogawa-Kudoh contendo separadamente 0,2 µg/mL de isoniazida, 40,0 µg/mL de rifampicina, 10,0 µg/mL de estreptomicina e 500,0 µg/mL de ácido para-nitrobenzóico. Padronizou-se ainda a inoculação da amostra de escarro de forma direta, ou seja, sem diluir e a leitura/interpretação do resultado do teste no período entre 21 e 28 dias. A análise comparativa entre este método e o teste de ensibilidade a antimicrobianos no sistema MGIT realizada na segunda fase do projeto indicou um índice kappa igual a 1,000, ou seja, uma concordância muito boa em relação ao padrão-ouro. Diante desses resultados promissores, acreditamos que o método desenvolvido apresente um grande potencial para ser utilizado em laboratórios com pouca infra-estrutura, por ser de baixo custo, fácil execução e relativamente rápido. Palavras-chave: Mycobacterium tuberculosis, escarros, antimicrobianos, testes de sensibilidade bacteriana, resistência a drogas.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4569
Appears in Collections:PPGDI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_6776_Dissertação final (corrigida).pdf1.74 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.