Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4591
Title: GENÓTIPOS de Hpv em Espécimes Cervicais e Anais De mulheres Sem Lesão Cervical e Soropositivas para Hiv
metadata.dc.creator: VOLPINI, L. P. B.
Issue Date: 4-Mar-2016
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: VOLPINI, L. P. B., GENÓTIPOS de Hpv em Espécimes Cervicais e Anais De mulheres Sem Lesão Cervical e Soropositivas para Hiv
Abstract: A infecção pelo papilomavirus humano (HPV) é o principal fator de risco para o desenvolvimento de cânceres anogenitais. Alguns genótipos, denominados de alto risco (HR-HPV), e suas variantes gênicas estão mais associados ao desenvolvimento de lesões malignas, sendo o HPV16 o mais frequente. Fatores de risco, como a infecção pelo HIV, aumenta a propensão à infecção persistente pelo HPV e câncer. Metodologias moleculares para identificação e tipagem do HPV podem ser úteis para triagem de mulheres com citologia negativa, principalmente naquelas soropositivas para HIV. Este estudo teve como objetivo caracterizar os tipos de HPV e variantes de HPV16 em espécimes cervicais e anais de mulheres soropositivas para HIV, com citologia cervical normal, atendidas no Centro de Referência em DST/AIDS, Vitória-ES. DNA viral foi pesquisado por PCR com conjuntos de iniciadores PGMY09/11 a partir de ácido nucleico extraído com kit QIAamp DNA Mini Kit (QIAGEN). O genótipo foi determinado por Reverse Line Blot (RLB), Restriction Fragment Length Polymorphism (RFLP) ou sequenciamento gênico e as variantes de HPV16, por sequenciamento gênico. DNA de HPV foi detectado em um total de 71,4% (90/126) das mulheres, sendo 38,9% (49/126) presentes em amostras cervicais e 60,3% (76/126), em anais; 38,9% (35/90), em ambos os sítios concomitantemente. Foram detectados 34 tipos distintos de HPV, sendo os HR-HPVs encontrados em 83,7% (41/49) e 77,6% (59/76) das amostras cervicais e anais, respectivamente. O HPV16 foi o tipo mais prevalente em ambos os sítios, seguido pelos tipos 45>31,35,44,69>18,52,66 na região cervical e pelos tipos 44>6>53 na região anal. Variante europeia de HPV16 esteve presente em 70,8% (17/24) dos casos e as não europeias, em 29,2% (7/24). Mesmo genótipo de HPV em ambos os sítios anatômicos esteve presente em 48,6% das amostras e destes, 76,5% eram HR-HPV. Infecção com pelo menos três tipos de HPV foi uma ocorrência comum, sendo na maioria dos casos, na região anal (78,6%). Dentre as variáveis estudadas, idade entre 18-35 anos, contagem de CD4 abaixo de 500 cél/mm3 e carga viral do HIV acima de 50 cópias/cél estiveram estatisticamente relacionadas à presença de HPV anal. A alta frequência de HR-HPV em mulheres de um grupo de risco e com citologia cervical normal contribui para que novas políticas de rastreio possam ser implementadas para o monitoramento dessa população. Palavras-chave: HPV. HIV. Genotipagem. Variantes.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4591
Appears in Collections:PPGDI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_9630_Dissertação Lays Paula Bondi.pdf2.36 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.